Sete filhotes de cachorra são queimados vivos em casa abandonada em Picos

Um caso de crueldade animal chocou a população de Picos, na noite de segunda-feira (29/06). Sete filhotes de cão foram queimados vivos, após um suspeito adentrar uma casa abandonada e atear fogo nos animais enquanto dormiam. De acordo com a ONG do município, Eco Patinhas, a mãe ainda conseguiu retirar um deles das chamas, que morreu em seguida, mesmo com cuidado de moradores.

A cadela teria se abrigado junto dos filhotes em uma casa abandonada no bairro Passagem da Pedras e recebia comida e cuidados de moradores. O crime foi percebido por volta das 19h. Populares tentaram apagar as chamas, mas foi tarde demais. A ONG cobrou que o culpado pelo crime seja identificado e responda judicialmente pelo ato bárbaro.

“A mãe conseguiu retirar apenas um que morreu instantes depois mesmo os vizinhos o ajudando. Que o culpado seja preso e condenado. Que justiça seja feita. Chega de impunidade e maus tratos nessa cidade, vamos dar voz àqueles que não têm, vamos levantar e lutar por eles, não sejamos covardes e que nunca aprendamos a conviver com tamanha crueldade”, disse.

Foto: Reprodução/ Instagram

VEJA NOTA NA INTEGRA: 

 A Ecopatinhas vem manifestar seu REPÚDIO aos atos de violência contra animais que vêm acontecendo frequentemente na cidade de Picos e arredores.     

A Lei Federal nº 9.605, que trata dos Crimes Ambientais, em seu artigo 32 cita como crime: praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, tendo como pena de 3 meses a 1 ano de prisão e multa, aumentada de 1/6 a 1/3 se ocorrer a morte do animal.     

O mandamento maior vem da nossa Constituição Federal, que em seu artigo 225, parágrafo 1º, atesta que cabe ao Poder Público: VI – promover a educação ambiental em todos os níveis de ensino e a conscientização pública para a preservação do meio ambiente; VII – proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.     

O sofrimento dos animais importa e deve ser veementemente combatido, assim como os mesmos devem ser respeitados e tratados com dignidade.

 

Fonte: Oitomeia

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *