Sobe para 54 o número de mortos pelo temporal no litoral norte de SP; buscas continuam

Subiu para 54 o número de mortos na tragédia causada pela chuvas históricas que atingiram o litoral norte paulista. A atualização foi feita na manhã desta sexta (24) pela Defesa Civil. São 53 vítimas em São Sebastião (SP) e uma em Ubatuba. Até o momento 38 corpos já foram identificados e liberados para o sepultamento –13 homens adultos, 12 mulheres adultas e 13 crianças.

As buscas pelas dezenas de desaparecidos continuam. Já são 4.066 pessoas fora de casa na região: 2.251 desalojados e 1.815 desabrigados.

A Prefeitura de São Sebastião mantém uma estrutura no centro histórico do município para a realização de velórios coletivos.

Desde o início da tragédia, a população passou a sofrer com o desabastecimento de água, já que estruturas foram destruídas e muitos sedimentos atingiram os pontos de tratamento.

De acordo com a Sabesp, o fornecimento de água foi restabelecido em todos os municípios do litoral atendidos pela companhia -São Sebastião, Ilhabela, Ubatuba, Caraguatatuba e Bertioga. A companhia afirmou que segue com distribuição gratuita de copos de água e fornecimento de caminhões-tanque.

Qualquer prática abusiva de preços na região deve ser denunciada ao Procon, já que houve relatos de comerciantes cobrando R$ 93 por litro de água. A Polícia Civil e o Procon fazem operação para a fiscalização do comércio na região. No primeiro dia de operação conjunta, nesta quinta, foram fiscalizados oito estabelecimentos.

Os serviços de telefonia e internet, que também foram prejudicados, nesta quinta (23) já tinham sido quase totalmente restabelecidos nas cidades do litoral norte paulista, segundo as companhias, que agora dizem atender a problemas pontuais.

ESTRADAS

O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) tem reforçado o pedido para que os turistas aproveitem as desobstruções das rodovias e os períodos de tempo firme e deixem as cidades do litoral norte. A Polícia Militar Rodoviária tem feito bloqueios nas rodovias e orientado os turistas que seguem em direção às praias retornarem para suas regiões.

O objetivo das autoridades é aliviar a pressão sobre os serviços que têm operado no limite.

A rodovia Rio-Santos teve o tráfego liberado parcialmente pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem) em diversos pontos que antes estavam totalmente obstruídos, entre São Sebastião e Ubatuba. Entre eles, foi liberado na noite desta quinta o tráfego de veículos no km 174, que funciona em operação comboio.

Todos os trechos que estavam totalmente obstruídos foram liberados parcialmente. Até as 9h desta sexta-feira havia operação parcial nos seguintes quilômetros da Rio-Santos:

– Km 061 – Km 061 – queda de barreira (praia do Lamberto);
– Km 066 – queda de barreira (praia de Fortaleza);
– Km 084 – queda de árvore (praia Tabatinga);
– Km 087- queda de barreira e árvores (praia da Cocanha);
– Km 096 – queda de barreira (praia Massaguaçu);
– Km 116 – queda de barreira (praia da Cigarra);
– Km 142 – queda de barreira e árvores (praia do Toque Toque);
– Km 136 ao 142 – queda de barreira e árvores (praia do Guaecá e Toque Toque);
– Km 157 ao 162 – queda de barreira (praia de Maresias);
– Km 164 – queda de barreira (praia de Boiçucanga);
– Km 174 – queda de barreira (praia Preta)
– Km 180 – queda de árvore (praia Preta);
– Km 188 ao 189 – erosão (praia de Boraceia);
– Km 203 – queda de barreira (praia Guaratuba).

A subida da serra pode ser feita pelo sistema Anchieta-Imigrantes, rodovia dos Tamoios (SP-99) ou rodovia Oswaldo Cruz, a depender do ponto na Rio-Santos onde o motorista se encontra e do destino.

A rodovia Mogi-Bertioga (SP-98) segue totalmente interditada, em razão do rompimento de tubulação, na altura do km 82, em Biritiba Mirim. As obras emergenciais foram iniciadas na terça (21), com previsão de investimento de R$ 9,4 milhões. Liberações parciais devem ocorrer em dois meses e a conclusão deve acontecer em até seis meses.

A rodovia dos Tamoios (SP-99) implantou na quarta a Operação Subida, para auxiliar o movimento de saída dos turistas que estão no litoral norte paulista. Na operação, uma faixa da pista antiga e as duas faixas da pista nova serão utilizadas para a subida da serra, sentido São José dos Campos. A operação não tem prazo para acabar.

Segundo o governo do estado, um hospital de campanha da Marinha vai começar a funcionar, após a chegada nesta quinta do Navio-Aeródromo Multipropósito Atlântico a São Sebastião. O objetivo é desafogar os hospitais da região, que estão priorizando casos mais graves.

“São até 300 leitos de enfermaria, contando ainda com profissionais de saúde de ortopedia, clínica médica, traumatologia e psiquiatra, aliviando a pressão e liberando a capacidade dos hospitais aqui da região”, disse o governador.

Os esforços no atendimento às vítimas começaram no domingo (19), após o temporal.

Naquele fim de semana, em menos de 24 horas o acumulado de chuva ultrapassou os 600 mm em alguns pontos do litoral. As áreas mais atingidas estão entre Bertioga (683 mm) e São Sebastião (627 mm). Tais índices pluviométricos são dos maiores já registrados no país em curto período e em situação não decorrente de ciclone tropical.

PREVISÃO DO TEMPO

De acordo com o governo do estado, esta sexta-feira será de sol entre nuvens no litoral norte, com condições para formação de chuvas de intensidade moderada a forte, podendo vir acompanhadas por raios e ventos, devido à atuação de áreas de instabilidade sobre a região.
– São Sebastião – pancadas de chuva (25 mm), 23°C/29°C
– Ubatuba – pancadas de chuva (25 mm), 21°C/31°C
– Caraguatatuba – pancadas de chuva (25 mm), 22°C/31°C
– Ilhabela – pancadas de chuva (25 mm), 23°C/29°C.

Fonte: Folhapress (Francisco Lima Neto) 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais