Suspeito de estuprar e perseguir adolescente de 13 anos é preso em Teresina

Segundo a Polícia Civil, Jhonny ainda perseguia a vítima diariamente em locais públicos.

Um homem identificado como Jhonny Teixeira de Barros, de 22 anos, foi preso nesta quarta-feira (14), suspeito de estuprar uma adolescente de 13 anos no ano de 2021. Segundo a Polícia Civil, Jhonny ainda perseguia a vítima diariamente em locais públicos. Ele foi preso em sua residência no bairro Parque Piauí, na zona Sul de Teresina.

A polícia afirmou que a prisão de Jhonny se deu após uma investigação feita pela guarnição, onde apontou que o suspeito teria estuprado a menina e, mesmo após a denúncia de estupro, passou a persegui-la em espaços públicos e por aplicativos de mensagens.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito foi capturado no dia do seu aniversário e foi encaminhado ao sistema prisional onde ficará à disposição da justiça. De acordo com o Código Penal o crime de stalking se configura em o ato de seguir uma pessoa, de maneira reiterada ou constante, com ameaças à sua integridade física ou psicológica, causando constrangimentos e intimidações que resultem em restrição ou perturbação de sua liberdade ou privacidade.

Motorista por aplicativo é preso suspeito de estuprar três adolescentes

Um motorista por aplicativo, de 35 anos, foi preso suspeito de abusar sexualmente de três adolescentes na zona Sul de Teresina, no dia 09 de junho. Segundo o Delegado Tales Gomes, Ronaldo Alves Amaral era contratado pela família das vítimas para ir deixá-las na escola, e a investigação teve início após a mãe de uma das meninas flagrar fotos eróticas que o suspeito enviava para a filha.

Ao Meionorte.com, o titular da Gerência de Polícia Especializada da Polícia Civil relatou que uma das crianças era abusada desde os oito anos, o homem a tocava de forma criminosa. Hoje ela tem 13 anos. A mãe da adolescnete teve ciência do crime porque a filha tomou coragem e contou para mãe a situação.

“A investigação foi deflagrada pela delegada Rosa chaib, da DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), que se iniciou com a mãe da vítima em estado muito abalado, informando que havia pego mensagens de cunho sexual do sujeito para sua filha de 12 anos”, explicou Tales Gomes.

Fonte: Meio Norte

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais