Teresina: Câmara aprova reajuste de 10,5% e auxílio alimentação para servidores municipais

A Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, o projeto de lei que estabelece um aumento linear de 10,5% para os servidores e comissionados da Prefeitura de Teresina. A votação ocorreu em duas sessões na manhã desta terça-feira (26) e tramitou em caráter de urgência a pedido do líder do prefeito, vereador Renato Berger (PSD).

Pelo texto do projeto aprovado na Câmara Municipal, nenhum servidor ganhará menos que R$ 1.212,00.

Além do reajuste, os vereadores também aprovaram a instituição de um auxílio alimentação de R$ 250 para os servidores que ganham até R$ 5 mil.

Segundo Renato Berger, o benefício é uma forma de compensação ao reajuste da alíquota de contribuição do servidor para a Previdência, que passou de 11% para 14% em 2021.

“Esse tíquete é um compromisso daquela época do reajuste da alíquota do servidores, ele disse que daria um ganho para que os servidores não sofressem esse baque”, destacou.

Durante a sessão ainda foi aprovado uma adicional de plantão para a Guarda Municipal de 15% do valor do vencimento, correspondente a R$ 244,13.

O vereador Ismael Silva (PSD) chegou a pedir vistas do projeto, argumentando sobre a necessidade de os vereadores precisarem de mais tempo para analisar a proposta. O pedido, no entanto, não foi acatado pelos demais parlamentares e a tramitação seguiu normalmente.

O líder do prefeito também comentou sobre o pedido de vistas feito pelo companheiro de partido, Ismael Silva.

“O que o vereador alegou é que ele queria tempo, o que é um direito dele. Como já havia sido encaminho requerimento, foi bastante divulgado e discutido nas secretarias, os vereadores entenderam que não havia necessidade desse pedido de vistas e não foi concedido”, pontuou.

A matéria seguirá para sanção do prefeito Dr. Pessoa (MDB).

Flash Paula Sampaio

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.