Teresina registra 692 casos de dengue em apenas 5 dias; aumento é de 765% no Piauí

A cidade de Teresina continua registrando um número alto de casos confirmados de dengue. Em apenas cinco dias foram registrados 692 casos, o que representa um aumento de 25% em relação aos dados da semana passada. Em todo o estado o aumento é de 765%.

Até o dia 10 de junho a capital tinha 2.730 mil casos confirmados de dengue. Um novo boletim epidemiológico divulgado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS),  apontou que até o dia 15 de junho já são 3.422 casos, ou seja, um aumento de 692, de 25%, em apenas 5 dias.

A cidade permanece com 8 mortes, sendo que ainda existem 5 que estão em investigação. Também existem 6.972 casos notificados.

Já em relação a Chikungunya, a cidade possui 327 casos confirmados, 874 notificados e 2 óbitos em investigação. O zika vírus, que também é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, já possui 7 casos confirmados, 80 notificados e sem óbitos.

Para combater esse aumento de casos, está sendo realizada a Operação de Combate à Dengue que conta com a participação de agentes de endemias, militares do Exército e reeducandos do regime semiaberto do sistema prisional do estado.

No Piauí

Em todo o estado tem sido registrado um aumento de casos de dengue de 765,8%, se comparado com o mesmo período no ano passado.

No último boletim epidemiológico divulgado pela Sesapi, já eram 11.766 casos notificados em 195 municípios durante 2022, ao passo que no mesmo período do ano passado o estado registrou 1.359 casos notificados em 83 municípios.

Já foram registradas 10 mortes por dengue e um por Chikungunya.

Cuidados:

  • Muitos dos casos de dengue podem ser evitados já que boa parte dos criadouros são localizados nas residências. O mosquito deposita os ovos em recipientes com água parada e os mesmos podem permanecer no local por um ano.
  • Entre os cuidados necessários estão:
  • Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;
  • Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água.

A população pode denunciar pontos suspeitos de formação de criadouros ou solicitar uma vistoria dos agentes de endemias para investigar a presença do mosquito ou seus ovos. Basta entrar em contato com a gerência de Zoonoses pelos telefones 3215-9143 e 3215-9144.

 

Bárbara Rodrigues/Cidade Verde

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *