Teresinense relata que parou de enxergar após uso de pomada; 17 casos no HUT

A técnico em radiologia Fellicia Lemos, 23 anos, foi uma das jovens que procurou atendimento médico no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) após sofrer queimadura na córnea por conta do uso inadequado de uma pomada para fazer um penteado. No total, 17 pessoas foram internadas no hospital.

Fellicia, que mora em Teresina, relatou ao meionorte.com que parou de enxergar do olho esquerdo na tarde de ontem um dia após fazer o penteado. Ela disse que sentiu muita dor e foi direto para a urgência do HUT.

Leia abaixo o relato completo da jovem nas redes sociais:

”Foi uma reação química de um produto que foi usado para fazer um penteado no meu cabelo, inclusive é um gel que boa parte é em cola. Ele já é proibido em alguns salões e até no Brasil todo por conta de ser forte e não poder entrar em contato com os olhos e eu não sabia disso, nunca nem tinha ouvido falar desse tipo de produto (…) Chegando na festa acabei pegando chuva e na hora senti ainda arder um pouco, só que eu achei que fosse por conta da cola dos cílios que eu estava usando. (…) Pela manhã quando acordei estava um pouco irritado e quando foi a tarde eu parei de enxergar do olho esquerdo e começou a doer bastante e fui para a urgência do HUT. Chegando lá não estava só eu com o mesmo problema, inclusive tinhas outras pessoas, e tinha gente bastante pior com os dois olhos sem enxergar nada. Meu caso foi queimadura leve da córnea, porém é muito ruim e dói bastante. Sem falar a agonia de você ficar sem enxergar. Graças a Deus foi só um olho. Eu vi gente chegar no HUT bem pior que eu e com risco de perder até 100% da visão. Minha recuperação vai ser poucos dias’’.

Médicos fazem alerta

médica oftalmológica do HUT Dra. Aline Guimarães, destacou a gravidade do problema, observando que os pacientes chegam ao hospital com dor intensa causada pelo contato do produto químico com a córnea. Ela ressalta que a maioria dos casos ocorreu com pessoas que utilizaram a pomada modeladora durante o Zé Pereira de Timon e, posteriormente, foram expostas à chuva.

A equipe médica faz uma alerta sobre os riscos associados ao uso inadequado de produtos químicos nos cabelos. A população é incentivada a procurar atendimento médico imediato em caso de irritação ou desconforto nos olhos após o uso dessas substâncias.

Anvisa cancela registro de mais de 1,2 mil produtos para modelar cabelos

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) anunciou,  em dezembro do ano passado,  o cancelamento dos registros de 1.266 pomadas sem enxágue, ceras e sprays destinados à modelagem, trançado ou fixação capilar. A medida foi tomada devido à não conformidade com as novas regulamentações para pomadas estabelecidas em setembro do mesmo ano, conforme decisão colegiada da Anvisa (RDC 814/2023).

As normas estipulam que produtos que contenham a palavra “pomada”, mesmo em outros idiomas, no rótulo, ou apresentem concentração igual ou superior a 20% de álcoois etoxilados na fórmula química são considerados em desacordo com a regulamentação.

Fonte: Meio Norte


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais