TRE-PI recebeu mais de 40 mil pedidos para regularização do título eleitoral

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o atendimento presencial foi suspenso nos postos do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI). O prazo para envio dos requerimentos pela internet se encerrou na quarta-feira (06)

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) informou na tarde desta quinta-feira (07) que recebeu 40.844 formulários de pré-atendimento com solicitações de serviços para regularização do título de eleitor. O prazo para envio dos requerimentos se encerrou na quarta-feira (06) e só poderiam ser requisitados pela internet por causa da pandemia do novo coronavírus .

Entre os serviços disponíveis, estavam à transferência do título para votar em outro município, alteração de dados cadastrais, regularização do título cancelado, justificar ausência de voto e emissão do documento pela primeira vez.

Segundo dados da Secretaria de Tecnologia e Informação (STI) do TRE-PI, dos serviços solicitados, 8.500 já tinham sido examinados pelos servidores cartorários e cadastrados no banco de dados da Justiça Eleitoral para o cruzamento e veracidade das informações e, posteriormente, seguiram para apreciação dos promotores e juízes eleitorais.

Ainda de acordo com o STI, 1262 solicitações foram excluídas pelos servidores por duplicidade ou ausência de documentos pessoais anexados ao formulário para que os dados fossem comprovados.

Conforme o TER-PI, os eleitores com pendências na Justiça Eleitoral tinham que anexar no pré-atendimento virtual, realizado no site do órgão, o documento de identificação oficial (frente e verso), comprovante de residência, fotografia nos formatos JPG, PNG ou PDF, em estilo selfie, com o requerente segurando o documento de identidade ao lado do rosto.

Os eleitores que tiveram inconsistências nos dados poderão ter uma nova chance para rever as informações em um prazo determinado e improrrogável, ficando a critério do juiz eleitoral. O TRE-PI informou também que fica a critério do juiz eleitoral o indeferimento da solicitação, conforme cada Zona Eleitoral.

“Agora, os cartórios eleitorais analisarão a documentação encaminhadas pelos eleitores e, após o prazo regular, o comunicação o resultado desse processamento”, disse o secretário de Tecnologia e Informação do TRE-PI, Anderson Lima.

Os resultados das solicitações serão informados no e-mail e telefone dos requerentes, bem como das instruções para baixar o documento regularizado utilizando o aplicativo e-Título. Quem perdeu o prazo só poderá ter acesso aos serviços após o segundo turno das eleições municipais. O eleitor deverá procurar o cartório para a coleta de seus dados biométricos ou a comprovação de vínculo com o município onde vota.

Edição: Adriana Magalhães
Por: Jorge Machado com informações do TRE-PI

Portal O Dia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *