Vídeo: Com garrafa na mão, Ciro chama Bolsonaro de “ladrão”

Provocado por algumas pessoas que estavam em um bar em Fortaleza (CE), o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) chamou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de “ladrão”. As informações são do Metrópoles.

Em vídeo publicado pelo deputado André Fernandes (PSL-CE) no Twitter, o ex-ministro está com uma garrafa nas mãos e é filmado pelos clientes do estabelecimento, onde alguns gritavam “Bolsonaro”.

 
 
André Fernandes 🇧🇷 @andrefernm
 

O Coroné Ciro Gomes foi assistir o jogo do Flamengo vs Liverpool e foi expulso do BAR, aqui em Fortaleza. No vídeo vemos Ciro saindo com seu litro de wisky na mão e xingando Bolsonaro, revoltado!
Quem é mesmo o impopular? 🤣🤣🤣

5.364 pessoas estão falando sobre isso
 
 

Na postagem, André diz que Ciro estava no local para ver a final do Mundial de Clubes entre Flamengo e Liverpool, mas que teria sido “expulso”. Ao jornal O Povo, funcionários do estabelecimento e a assessoria do pedetista negaram essa informação. Em dado momento, Ciro dá a entender que vai brigar ou partir para cima de alguém, mas é contido.

Coroné
O deputado cearense também chamou Ciro de “coroné” e ironizou pesquisas recentes que apontam queda ou estagnação na aprovação de Bolsonaro, como o Datafolha e o Ibope. “Quem é mesmo o impopular?”, questionou.

Esta não é a primeira vez que o pedetista, conhecido pelas falas polêmicas, critica Bolsonaro. O presidente já foi chamado por ele de “canalha”, “corrupto”, “Magda das milícias“, “irresponsável” e “nazista filho da puta“, entre outros adjetivos.

Os filhos de Bolsonaro também foram alvos – depois que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), por exemplo, ameaçou com um “novo AI-5“, Ciro reagiu chamando-o de “tolete de esterco“.

Em sua última manifestação pelo Twitter, Ciro novamente criticou o presidente, compartilhando reportagem sobre os ataques de Bolsonaro a jornalistas na última sexta-feira (20/12/2019). “Nervoso pq ele montou, chefiou, treinou os filhos e foi beneficiário do esquema de desvio de dinheiro do Congresso Nacional e da assembleia do Rio”, escreveu.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *