Vídeo: vereadores discutem compra de votos durante sessão virtual no Piauí

Em sessão virtual da Câmara Municipal de Brasileira, vereadores, sem observarem que microfone estava ligado, começaram a conversar abertamente sobre manipulação de pesquisa, compra de votos, além do uso da administração pública em prol de pessoas do grupo político. As informações são do Repórter10.

Em um dos vídeos, o ex-secretário de educação e sobrinho da prefeita Carmen Gean diz: “Os compromissos do Irmão Afonso é inadmissíveis. Pessoal pede é consulta, é remédio, é viagem pra Teresina”.

O vereador Leandro entra na conversa e diz “Eu tô pra não aguentar”. Já o vereador Gilson Borges dispara “É tijolo, é cimento”. Fabiane Siqueira, que trabalha na gestão, entra na conversa e diz: “O Hospital é só pra Carmosa (pré-candidata a vereadora) e pra filha dela (Carla Penafiel)”. Ambas são familiares da prefeita Carmen Gean.

Em determinado momento o vereador Leandro se preocupa sobre a possibilidade de alguém estar ouvindo os áudios. Na sequência ele se mostra preocupado sobre o uso político da saúde só pra uma pessoa da saúde. “A saúde tem que atender nós também”, diz o vereador. Em pleno período de pandemia, observa-se o uso da principal instituição de saúde da cidade para caráter político.

Em outro vídeo, o vereador Gilson Borges comenta a pesquisa encomendada pelo primo da prefeita Carmen Gean. “Essa pesquisa veio pra matar nós, porque era pra dar empareada, que aí a mulher (prefeita Carmen Gean) ia gastar dinheiro com nós”, diz.

Acompanhe abaixo os dois vídeos:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *