Zona Norte de Teresina teve 26 homicídios em cinco meses, aponta PM

Destes, três foram feminicídios e dois foram latrocínios. Maior parte dos crimes está relacionada a facções e tráfico de drogas.

briga entre facções criminosas pela busca do controle do tráfico de drogas tem levado a um aumento nos índices de violência em várias regiões de Teresina. Uma zona que tem chamado a atenção pela taxa de criminalidade é a Norte na região dos bairros Mocambinho, Água Mineral, Risoleta Neves e Buenos Aires. Portal O Dia

Nos últimos cinco meses (janeiro a maio de 2022), a Polícia Militar já registrou a ocorrência de 26 homicídios na zona Norte de Teresina. Destes, três foram feminicídios, dois foram latrocínio – roubo seguido de morte – e o restante está relacionado à ação de gangues rivais que entram em conflito pelo controle do tráfico na região.

A informação foi repassada pelo comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), coronel Lacerda. Em entrevista na manhã de hoje (22) à reportagem de O Dia, ele explicou que a maioria das vítimas desses homicídios são jovens que ingressam no mundo do crime e passam a atuar no tráfico de drogas.

“São crimes pontuais que nós não temos como prever e que estão ligados ao tráfico e às facções. Mas estamos fazendo um trabalho intensivo de identificar os locais de venda de drogas, os traficantes responsáveis e agindo para prendê-los juntamente com a Polícia Civil, que investiga esses crimes”, explicou o coronel Lacerda.


O tenente-coronel Lacerda é comandante do 9º BPM de Teresina – Foto: Assis Fernandes/O Dia

Ele pontua que um dos principais desafios para o 9º BPM, é a extensão da área que ele abrange com bairros populosos e intenso movimento de comércio e agentes financeiros, o que acaba atraindo a atenção de grupos criminosos. Além da ampliação do efetivo e da disponibilização de mais viaturas, a PM disse que tem trabalhado com videomonitoramento, especialmente na região do Parque Lagoas do Norte.

“Temos várias prisões feitas ao longo desses cinco meses, temos dado uma resposta a contento conforme o que está dentro da nossa capacidade e estamos ampliando nosso efetivo onde podemos. Na semana passada reabrimos um posto no Mocambinho com 34 policiais e mais três viaturas. Apreendemos 25 armas ao longo desses cinco meses e vamos continuar nesse trabalho ostensivo”, finaliza o comandante do 9º BPM.

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *