Prefeito Neném de Edite recepciona secretário estadual da Defesa Cilvil em Jaicós e adquire carros pipas para abastecer a cidade

O gestor do município, Neném de Edite consegui com a Defesa Civil cico carros pipas para abastecer a sede do município por três meses.

Diante da crise hídrica que assola Jaicós, o prefeito Neném de Edite vem acionando autoridades a nível estadual e federal em busca de solução para a problemática falta de água que afeta a população do município.

Um exemplo público e notório de que a sua gestão não tem medido esforços para combater a escasez de água na cidade, foi dado nesta sábado (18.set). O gestor reuniu no Gabinete da prefeitura o vice-prefeito Weslley bispo e sua base de apoio na Câmara Municipal: vereador Bosquinho, que preside o Legislativo Jaicoense, demais vereadores: Ednaldo da Farmácia, Zé Reis, Messias Porteira, Benedito Alencar, Mocinha e Franscisca de Manim; chefe de Gabinete, Deusmar Costa, secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Jessé Gonçalo, secretário municipal de Desenvolvimento Rural, João Bosco, ex-vereador Chico Tauá e o presidente do STR de Jaicós, Manim, para recepcionar o secretário Estadual da Defesa Civil, José Augusto, o ex-governador Wilson Martins e também o ex-deputado estadual Rubem Martins.

Após explanar a real situação do município o prefeito Neném de Edite, acompanhado pelos vereadores, levou o secretário secretário Estadual da Defesa Civil, José Augusto e o ex-governador Wilson Martins até o Açude Tiririca que fica a 4,6 da sede do município.

Após conhecer in loco a situação do açude o secretário Estadual da Defesa Civil classificou como grave a situação do abastecimento de água no município: “A oferta de água em Jaicós, há muito tempo ela vem deixando a desejar. Desde a época em que eu passei na Agespisa, perfuramos alguns poços, mas também o lençol não é ideal”, e falou de uma ação imediata para amenizar a falta de água na cidade “Estamos destinando cinco carros pipas para atender a população da zona urbana, e paralelamente vamos fazer uma licitação, este processo tá em curso na secretaria,  para definitivamente ter um projeto executivo e, de vez, resolver o problema de água da cidade de Jaicós. Não há uma outra solução, um passe de mágica, que seja uma adutora partindo da Barragem Poço de Marruá”.

O ex-governador Wilson Martins relatou que toda a região do semiárido sofre com a questão da oferta de água para o abastecimento humano e  animal: “O município de Jaicós é dos que mais sofre. Isso é antigo porque em 1981 foi inaugurado aqui, o Açude Tiririca com a presença do então presidente da república. Ele teve uma serventia considerável, mas a situação foi piorando porque foi aumentando o número de pessoas que precisavam do abastecimento de água e com os invernos irregulares, foi secando” e lamentou “eu estou muito triste, porque eu já vi o Tiririca com bastante água e, chegar aqui e ver o sistema adutor já desligado, pois não tem praticamente mais água, só lama. Uma situação vexatória, emergencial”, classificou.

O ex-governador falou sobre ações do governo estadual em relação ao açude e suporte imediato para o abastecimento de água: “Falei com o governador Wellington que já disponibilizou recursos para escavar o Tiririca, uma ação preventiva para o próximo ano, com a finalidade de acumular mais água. Foram colocados à disposição do prefeito Neném de Edite cinco carros pipas para atender a população da sede do município durante três meses, e o que mais ele precisar”, anunciou também.

O gestor do município, Neném de Edite, disse que diante dos fatos amplamente divulgados sobre a escassez de água na cidade de Jaicós, o ex-governador Wilson Martins e o secretário da Defesa Civil, José Augusto, entraram em contato com ele: “Se prontificaram, dando as mãos para tentar sanar emergencialmente esse problema da falta de água que estamos vivendo. Em pleno festejo da padroeira”, lamentou.

Neném falou do que foi acordado no encontro: “Ouvimos hoje, o ex-governador Wilson Martins e o secretário de Defesa Civil, anunciarem que de imediato vai iniciar uma operação pipa dentro da cidade, na zona urbana, e lutar pelo tão sonhado projeto da Adutora de Poço de Marruá. Recebi também uma mensagem do governador Wellington Dias disponibilizando R$ 200 mil para fazermos uma limpeza no açude, que não vai sanar a situação no momento, mas vai ajudar para o futuro”.

Vídeo:

Por Portal Saiba Mais

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *