Cristãos celebram Domingo de Ramos na Paróquia de Nossa Senhora das Mercês em Jaicós; vídeo

Cristãos católicos celebraram o Domingo de Ramos neste domingo (10.abr) na Paróquia de Nossa senhora das Mercês em Jaicós. A data antecede a páscoa no calendário católico e a igreja recorda os louvores da multidão cobrindo os caminhos para Jesus, antes de entrar em Jerusalém.

A celebração começou na Unidade Escolar Lili Silveira, no bairro Nova Olinda, com a “benção dos ramos”, em seguida os fiéis seguiram em procissão passando pelas avenidas Frutuoso Jusselino e Chagas Rodrigues em direção à Igreja Matriz de Nossa Senhora das Mercês, onde participaram da Missa de Domingo de Ramos, celebrada pelo pároco, padre Miguel Feitosa.

O que é o Domingo de Ramos?

Domingo de Ramos é uma festa cristã celebrada no domingo anterior à Páscoa. A festa comemora a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, um evento da vida de Jesus mencionado nos quatro evangelhos canônicos. Diz a tradição que Jesus teria entrado pela porta dourada de Jerusalém.

Nos relatos evangélicos, a entrada triunfal de Jesus ocorre por volta de uma semana antes de sua ressurreição. De acordo com eles, Jesus chegou montado em um jumento em Jerusalém e o povo, festivo, lançou seus mantos à sua frente, assim como pequenos ramos de árvores.

O sentido da Procissão de Ramos

O sentido da Procissão de Ramos é mostrar essa peregrinação sobre a terra que cada cristão realiza a caminho da vida eterna com Deus. Ela nos recorda que somos apenas peregrinos neste mundo tão passageiro, tão transitório, que se gasta tão rapidamente e nos mostra que a nossa pátria não é neste mundo, mas sim, na eternidade; aqui nós vivemos apenas em um rápido exílio em demanda da casa do Pai.

A Missa do Domingo de Ramos traz a narrativa de São Lucas sobre a Paixão de Nosso Senhor Jesus, Sua angústia mortal no Horto das Oliveiras, o Sangue vertido com o suor, o beijo traiçoeiro de Judas, a prisão, os maus-tratos causados pelas mãos dos soldados na casa de Anás, Caifás; Seu julgamento iníquo diante de Pilatos, depois, diante de Herodes, Sua condenação, o povo a vociferar “crucifica-O, crucifica-O”; as bofetadas, as humilhações, o caminho percorrido até o Calvário, a ajuda do Cirineu, o consolo das santas mulheres, o terrível madeiro da cruz, Seu diálogo com o bom ladrão, Sua morte e sepultura.

Mais imagens:

Por Portal Saiba Mais

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *