Geral

Amiga de Janaína diz que acusado já assediou a jovem em outra festa na UFPI

Rainara informou que tentou por diversas vezes contato com a jovem depois que ela saiu com Thiago Mayson da Silva Barbosa, mas não obteve resposta.

A amiga de Janaína da Silva Bezerra, de 22 anos, Rainara, que estava com ela na calourada momentos antes dela ser estuprada e morta na Universidade Federal do Piauí, informou em entrevista ao programa Bom Dia Meio Norte, que tentou por diversas vezes contato com a jovem depois que ela saiu com Thiago Mayson da Silva Barbosa, mas não obteve resposta.

“Ele chegou conversando com ela, nisso eu cheguei nela e perguntei se ela realmente queria ficar com ele, ela disse que não sabia ainda, eles ficaram conversando do meu lado e em um determinado momento eles decidiram sair, se afastar um pouco da festa para ficarem em um lugar mais reservado e eu chamei ela e falei que a qualquer momento ela podia me ligar, mandar mensagem que eu estava lá esperando ela. Ele saiu com ela, eu fiquei esperando ela me ligar, eu mandava mensagem ela não me respondia e eu fiquei preocupada. Saí para procurar e eu não achei eles, fiquei lá na UFPI até umas 07h30 e ela não me respondia mais, eu imaginei que eles tinham saído para a casa dele”, detalhou a jovem.

Rainara informou ainda que procurou por Thiago nas redes sociais e tentou contato com ele, mas sem sucesso. “Nisso eu vim para casa, esperei ela ligar, fui atrás dele nas redes sociais, comecei a ligar sem parar para ele pelo Instagram, até que eu consegui entrar em contato com um policial e foi quando ele me informou o que tinha acontecido com ela, que ela estava no Hospital da Primavera e tinha falecido”, lamentou.

A jovem relatou que essa não é a primeira vez que Thiago insistia em ficar com Janaína. “Nós fomos para outra festa na UFPI, em dezembro antes do recesso da universidade. Ele tentou ficar com ela, mesmo ela estando muito bêbada, ele tentava o tempo inteiro.Ele tentou levar ela para casa e mesmo eu não deixando ele começou a ficar alterado com a gente, começou a me ameaçar e eu comecei a ficar realmente com medo e foi a única vez que a gente teve contato”, disse.

Ainda durante a entrevista, a amiga de Janaína Bezerra deixou claro que não existe segurança na Universidade Federal do Piauí. “Na festa nunca tem segurança, só tem segurança em festas formais do reitor, não tem segurança na sala de aula. Aluno já foi assaltado no DCE de manhã fazendo carteira de estudante, aluno já entrou no CCE em aula para roubar aluno e eles não fazem nada, eles só protegem o próprio patrimônio, se o aluno tiver riscando a parede, mas se tiver aluno sendo agredido, assaltado, eles não fazem nada. Só são dois policiais armados de moto, eles só passam de 3h em 3h na universidade inteira”, pontuou.

“Eu achei que há qualquer momento a mãe dela ia me responder dizendo que não era ela porque a gente ficou tanto tempo juntas, 17 anos, nunca imaginei minha vida sem ela. Todo mundo que me conhecia sabia que ela era minha melhor amiga. Se eu tivesse a oportunidade eu teria falado para ela o quanto eu amava ela, a gente sempre foi muito forte, queria dizer para ela que eu queria muito ter ajudado, queria não ter deixado ela ir com ele, que ela sempre vai estar comigo. Não teria deixado ela ir com ele nunca”, finalizou emocionada.

Fonte: Meio Norte

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais