Bolívia bate Peru na estreia de Zago e na despedida de Marcelo Moreno com a torcida

Na estreia do técnico Antônio Carlos Zago, a Bolívia conquistou a primeira vitória nas Eliminatórias para a Copa do Mundo ao derrotar o Peru por 2 a 0, nesta quinta-feira, no estádio Hernando Siles, em La Paz, pela quinta rodada.

O duelo marcou também a despedida Marcelo Moreno da seleção atuando em casa.

O ex-atacante do Cruzeiro, que anunciou a despedida da seleção, fará sua última partida com a Bolívia frente ao Uruguai.

Marcelo Moreno tem 198 jogos com a camisa boliviana e 31 gols marcados, sendo 22 apenas em jogos de Eliminatórias, atrás de Luis Suárez, do Uruguai, com 29, e Lionel Messi, da Argentina, com 31

Com a vitória, a Bolívia chega aos primeiros três pontos, em nono lugar, e deixa o Peru como a única seleção que ainda não venceu. A equipe peruana tem apenas um ponto, na lanterna.

Motivada com a chegada do novo treinador, a Bolívia foi superior no primeiro tempo e chegou a dominar o Peru. Aos 18 minutos, Henry Vaca recebeu no meio, jogou para a perna esquerda e arriscou.

A bola saiu fraca e parou nas mãos do goleiro Gallese. O atacante, de 25 anos, do Oriente Petrolero, era o homem mais perigoso da equipe boliviana e provou isso no lance seguinte.

Aos 19, Marcelo Moreno deixou a bola com Henry Vaca, que invadiu a área pela esquerda e soltou a bomba, sem chance para o goleiro Gallese.

O gol só motivou ainda mais a Bolívia, que poderia ter ido para o intervalo com um placar mais elástico, se não fosse o goleiro Gallese, que defendeu arremates de Marcelo Moreno e Ramiro Vaca.

Com Paolo Guerrero, ex-Corinthians, Flamengo e Inter, como opção no banco de reservas, o Peru praticamente não ameaçou e ficou na forte marcação da seleção boliviana, que fez valer a superioridade dos 45 minutos iniciais.

No segundo tempo, os jogadores da Bolívia começaram a buscar Marcelo Moreno, que fez seu último jogo com a camisa da seleção em casa.

A equipe boliviana continuou melhor, mas ficou mais previsível. Do outro lado, o técnico Juan Reynoso demorou dez minutos para colocar Guerrero em campo. E foi com o atacante a primeira chance do Peru. O chute, no entanto, ficou na defesa.

O Peru cresceu, enquanto a Bolívia ficou retraída. Mesmo assim, a seleção boliviana confirmou a vitória aos 42 minutos, quando Arrascaita foi lançado em velocidade. Ele disparou, esperou a passagem de Ramiro Vaca e tocou. O camisa 10 bateu com categoria para fazer 2 a 0.

Antes do apito final, Reyna simulou um pênalti, que foi marcado pela arbitragem. O VAR foi acionado, cancelou a cobrança e decretou a primeira vitória da Bolívia nas Eliminatórias.

Na próxima rodada, a Bolívia enfrenta o Uruguai na terça-feira, às 20h30, no estádio Centenário, em Montevidéu (URU). No mesmo dia, às 23h, o Peru recebe a Venezuela, no estádio Nacional, em Lima (PER).

Fonte: Estadão Conteúdo


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais