Butantan inaugura nova fábrica de vacinas, produção deve iniciar em 2023

Local deve produzir 100 milhões de doses por ano de imunizantes contra covid-19, zika, raiva e hepatite A

O Instituto Butantan inaugurou nesta sexta-feira, 25, o prédio da sua nova fábrica de vacinas, que produzirá anualmente até 100 milhões de imunizantes contra covid-19 (CoronaVac), zika, raiva e hepatite A.

A obra foi realizada totalmente com dinheiro privado, por meio de doações de 75 empresas, que totalizaram R$ 189 milhões. Entre as benfeitoras estão: Amazon, BRF, Ambev, Grupo Raia Drogasil, IFood, Basf e Comgás.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), esteve presente à cerimônia e disse que o local deve começar a produção industrial de vacinas somente no primeiro semestre de 2023.

“Não estamos inaugurando apenas uma fábrica de vacinas. Essa é uma fábrica de vidas”, declarou o tucano.

O presidente do Butantan, Dimas Covas, explicou que o próximo passo até o início da produção dos imunizantes envolve a certificação, pela Anvisa, das instalações e dos produtos.

“Nesse momento, o que se entrega é a infraestrutura física. Entregamos todas as obras com todas as utilidades já instaladas e funcionais e já com os equipamentos dentro da fábrica. A próxima fase é a instalação desses equipamentos.”

A nova fábrica, localizada no parque fabril do Butantan, em área de 11 mil metros quadrados, se caracteriza por ser totalmente automatizada e vem recebendo equipamentos e maquinário, parte deles importada dos Estados Unidos e da Itália.

Quando estiver em plena operação, a fábrica terá de cem a 150 funcionários. O local também abriga um laboratório de biossegurança nível 3, destinado a trabalhar com agentes de alto risco biológico.

Por Revista Oeste

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *