Caixão Alegre: Floriano produz sua versão do meme

Nas imagens que circulam pelas redes sociais é possível ver a performance dos florianenes.

A cidade de Floriano, localizada há 250 km de Teresina, foi surpreendida na manhã desta quinta-feira, 28,  com a ação de alguns empresários que produziram a sua própria versão do meme do “Caixão Alegre”. Os manifestantes pedem a abertura do comércio além disso, querem “viralizar” o protesto na internet para que tenham maior alcance e possam voltar ao trabalho. No video, que circulas nas redes sociais é possível ver quatro homens carregando um caixão e fazendo passos coreografados.

O grupo saiu em cortejo do Mercado Central do município até a Praça Dr. Sebastião Martins. Os comerciantes estavam todos vestidos de preto, com máscaras e carregando uma faixa amarela com a frase ” Vamos vencer o Covid-19“. De acordo com a classe, a manifestação lúdica é em prol da reabertura do comercio da cidade. O meme do caixão serve para conscientização da população, no sentido de que mesmo  que comércio abra, a pandemia ainda não acabou. Por isso, a população precisa continuar usando máscaras e tomando os cuidados de higienização recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Com a volta do centro comercial, os empreendedores dizem que irão oferecer álcool em gel e utilizar todos os equipamentos de proteção individual (EPI´s), para que a população tenha segurança para fazer suas compras.

Nas imagens que circulam pelas redes sociais, é possível ver a performance dos florianenes. Confira as imagens.

O meme com os carregadores de caixão dançando surgiu em Gana, na África. O empresário Benjamin Aidoo, de 31 anos, dono da funerária que aparece prestando esse serviço nas imagens, concedeu uma entrevista ao jornal Folha de S. Paulo e contou que a sua ideia da coreografia tem inspiração em danças tradicionais, o intuito é fazer as pessoas sorrirem ao invés de chorar. Já em relação música eletrônica dos vídeos recentes que surgiram nas redes sociais é apenas uma edição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *