Lionel Messi pode superar Pelé no Mané Garrincha

A briga de “gato e rato” de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi por recordes terá mais um capítulo na noite desta terça-feira, às 22h, no Mané Garrincha, em Brasília, na semifinal da Copa América entre Argentina e Colômbia. Quem passar enfrentará o Brasil na decisão do título marcada para sábado à noite, no Maracanã.

Obviamente, Messi e Cristiano Ronaldo não estarão frente a frente no Mané Garrincha, mas suas marcas, sim. O português tornou-se Eurocopa recordista de gols em jogos por seleção ao lado do iraniano aposentado Ali Daei. Cada um deles tem 109 gols. É questão de tempo para o gajo deixa-lo para trás. A Bélgica despachou os lusitanos nas oitavas de final da Euro.

Eleito seis vezes melhor do mundo, Lionel Messi está distante do vencedor de cinco prêmios Cristiano Ronaldo na artilharia de seleções, mas pode superar o maior de todos, Edson Arantes do Nascimento, no Mané Garrincha. Pelé fez 77 gols em 92 jogos reconhecidos pela Fifa com a camisa do Brasil. Messi chega ao à semifinal contra a Colômbia com 76 em 149 partidas.

Os 10 maiores artilheiros em jogos de seleção

  • 109: Cristiano Ronaldo (Portugal)
  • 109: Ali Daei (Irã)
  • 84: Puskás (Hungria)
  • 80: Kamamoto (Japão)
  • 79: Chitalu (Zâmbia0
  • 78: Hussein Saeed (Iraque)
  • 77: Pelé (Brasil)
  • 76: Messi (Argentina)
  • 75: Kocsis (Hungria)
  • 75: Bashar Abdllah (Kuwait)

A questão é se ele conseguirá igualar o Rei no Mané Garrincha. Messi jogará pela quarta vez na principal arena da capital do país. Não balançou a rede contra a Bélgica na Copa do Mundo de 2014 nem nos duelos com Uruguai e Paraguai na fase de grupos desta Copa América. Portanto, mais uma oportunidade de quebrar o tabu pessoal no estádio erguido em 2013.

Cristiano Ronaldo deixou a marca dele no Mané Garrincha em 2014. Balançou a rede na vitória contra Gana pela fase de grupos da Copa. No entanto, Portugal deu adeus precocemente ao torneio na fase de grupos.

Neymar, outra ameaça às marcas de Pelé e Messi, tem 68 gols com a camisa da Seleção Brasileira. Está a sete do Rei e a cinco de alcançar Kocsis e (Hungria) e Bashar Abdullah (Kuwait) no ranking dos 10 maiores artilheiros em jogos com a camisa de seleção.

 

Por Correio Braziliense

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *