Com gols de zagueiros, Corinthians goleia Inter de Limeira e vai à semifinal

O Corinthians é o primeiro semifinalista do Campeonato Paulista. Jogando na Neo Química Arena, o time comandado por Vagner Mancini contou com atuação inspirada dos seus zagueiros para golear a Inter de Limeira por 4 a 1, na tarde desta terça-feira, no duelo que abriu as quartas de final do Estadual.

Jemerson marcou duas vezes e Raul Gustavo, nos acréscimos, anotou outro. Dos cinco gols do jogo, quatro foram marcados por zagueiros. Thalisson foi o outro defensor a balançar as redes, no único gol da Inter. E o veterano Fagner, que completava seu 400º jogo pelo Corinthians, abriu o placar.

Novamente com boa atuação de Luan, principalmente no primeiro tempo, o Corinthians manteve a evolução que vem exibindo desde o empate no clássico com o São Paulo, no dia 2, pela fase anterior do Estadual.

Agora o time de Mancini espera pela definição do seu futuro adversário na semifinal, no fim de semana. Dia e horário do jogo ainda não foram definidos. Antes disso, na quinta, receberá o Sport Huancayo, pela fase de grupos da Copa Sul-Americana, sem o direito de tropeçar.

Depois de mesclar bem veteranos e jovens apostas no fim de semana, Mancini deu mais espaço aos atletas mais experientes nesta terça.

Os representantes da geração mais nova eram Lucas Piton, João Victor, Raul e Cauê. O treinador voltou a dar chance para Luan e Otero e escalou a equipe mais uma vez com três zagueiros.

A mistura de gerações mostrou resultado logo nos primeiros minutos da partida. Aos 9, Piton cruzou da esquerda e Fagner surgiu sozinho na segunda trave.

Pegou meio sem jeito, quase na “orelha” da bola, que raspou na trave e entrou. Foi o primeiro gol do lateral na temporada, logo em sua partida de número 400 com a camisa do Corinthians.

Mais atento e até pilhado em comparação aos últimos jogos, o time da casa marcava melhor e, com a formação de três zagueiros, chegava ao ataque com mais facilidade e perigo.

Luan fez boa apresentação no primeiro tempo. Até balançou as redes, aos 32, mas o lance foi anulado porque a bola saiu pela linha de fundo antes de sua conclusão. Cinco minutos depois, o mesmo Luan desperdiçou outra boa chance.

Do outro lado, Cássio praticamente não trabalhou no primeiro tempo, graças à eficiência do meio-campo, agora reforçado pelos laterais/alas.

Exibindo bom futebol, após esbanjar irregularidade na fase de grupos do Estadual, o time da casa poderia ter terminado o primeiro tempo com maior vantagem no placar.

O segundo tempo começou mais equilibrado. Atrás no placar, a Inter resolveu buscar o ataque. Mas passou a dar mais espaço na defesa. Numa destas brechas, aos 13, Luan viu Jemerson surgir entre os defensores da Inter e fez o passe preciso, bem aproveitado pelo zagueiro corintiano: 2 a 0.

A tranquilidade dos anfitriões, contudo, durou apenas cinco minutos. Numa investida pela esquerda, Rondinelly cruzou rasteiro e Thalisson, outro zagueiro, completou de carrinho para as redes, deixando a partida aberta novamente.

Sem perder tempo, Mancini mandou a campo Gustavo Mosquito e Mateus Vital, que fez grande apresentação no fim de semana.

Com chances para os dois lados, a Inter passou a atacar mais e criava boas chances para empatar. Faltava, porém, precisão nas finalizações.

O Corinthians, por sua vez, era mais eficiente. Aos 32, Fagner cobrou escanteio na área, a defesa tirou, mas a bola sobrou novamente para Jemerson, que não perdoou.

A vitória e a classificação foram sacramentadas por outro zagueiro. Aos 47, Raul Gustavo mandou para as redes após jogada de Vital e Léo Natel.

Por Felipe Rosa Mendes
Estadão Conteúdo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *