Comboio russo avança e se aproxima da capital da Ucrânia

De acordo com a CNN, 27 quilômetros de estrada foram tomados pelos veículos, o que inclui carros blindados, tanques e artilharia rebocada

Um comboio militar russo se aproxima de Kiev, capital da Ucrânia. Nesta segunda-feira (28), imagens de satélite da Maxar Technologies capturaram o comboio 60 quilômetros a norte da cidade.

De acordo com a CNN, 27 quilômetros de estrada foram tomados pelos veículos, o que inclui carros blindados, tanques e artilharia rebocada, entre outros modelos.

Esse avanço ocorre em meio à guerra declarada pela Rússia contra a Ucrânia. O governo de Vladimir Putin iniciou uma série de bombardeios ao território ucraniano, na última quinta (24), por não aceitar o interesse manifestado pela Ucrânia de integrar a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), aliança militar do Ocidente.

Rússia atacou a Ucrânia com 56 foguetes e 113 mísseis, diz Zelensky

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky disse que em cinco dias a Rússia atacou a Ucrânia com 56 foguetes e 113 mísseis de cruzeiro

Ele disse ainda, em uma transmissão, que após o bombardeio de Kharkiv, no nordeste ucraniano, que é necessário considerar esta uma zona de exclusão aérea.

Volodymyr Zelensky em pronunciamento reproduzido nesta segunda-feira (28) (Foto: Divulgação/via AFP) Volodymyr Zelensky em pronunciamento reproduzido nesta segunda-feira (28) (Foto: Divulgação/via AFP) 

Zelensky acusou a Rússia e disse que um Estado que comete crimes de guerra não deve ser membro permanente do Conselho de Segurança da ONU.

“Kharkiv é uma cidade pacífica, há áreas residenciais, não há instalações militares. Dezenas de testemunhas relataram que não se trata de um erro por acaso, mas de destruição deliberada de pessoas. Os russos sabiam onde estavam atirando”, falou o presidente ucraniano.

Mais cedo, lideranças dos dois países até se reuniram na fronteira com Belarus para discutir o fim dos conflitos, mas não chegaram a um acordo. Enquanto isso,  centenas de mortes já foram registradas e  milhares de pessoas tentam fugir da zona de guerra.

Foto: Sergei Kholodilin/BelTA/Divulgação via Reuters

Meta derruba rede de contas falsas que divulgava informações contra a Ucrânia

A equipe de segurança cibernética da Meta, dona do Facebook e Instagram, afirma que desativou uma rede de perfis falsos que espalhava fake news contra a Ucrânia neste domingo (27). Originadas de território russo e ucraniano, as campanhas tinham como principais alvos os cidadãos da Ucrânia.

De acordo com a companhia, grupos pró-Rússia criaram ações de desinformação usando perfis falsos e contas sequestradas para divulgar notícias que prejudicassem a imagem da Ucrânia nas redes sociais. O país luta contra a invasão do exército russo desde a última quinta-feira (25).

Foto: Maksim Levin/Reuters

FONTE: CNN

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *