Comércio em Campo Maior começa a reabrir hoje; veja o que funciona

Bares e restaurantes devem funcionar no sistema de delivery. Mercado municipal terá controle no fluxo de pessoas e eventos religiosos seguem proibidos.

A parte desta terça-feira (09), o município de Campo Maior inicia a reabertura gradual de suas atividades comerciais. O protocolo foi apresentado pela Prefeitura da cidade nesta segunda (08), em um decreto que autoriza a retomada de alguns setores econômicos não-essenciais. Mas vale lembrar: não sãos todos os estabelecimentos que poderão abrir suas portas.

É que o decreto impõe algumas restrições, como por exemplo, no funcionamento de quiosques e bancas: estes estabelecimentos só poderão funcionar desde que seja realizada apenas a venda de produtos, ficando proibido o consumo da mercadoria nestes locais para evitar a formação de aglomeração. Também permanece proibido o consumo de bebida alcoólica na área interna de todos os estabelecimentos comerciais. Os bares e restaurantes só poderão operar exclusivamente por sistema de delivery.

Lojas de eletrodomésticos, venda de roupas e tecido, por exemplo, poderão abrir suas portas, mas a entrada de clientes nos estabelecimentos deverá ser controlada e estes locais terão que disponibilizar em caráter obrigatório materiais de higiene para seus clientes e funcionários, bem como exigir o uso de máscara, conforme a lei.

Importante ressaltar: o cliente não poderá provar o produto (roupas, calçados, etc), mas quando isso for inevitável, é de responsabilidade do estabelecimento garantir a correta higienização da peça para recoloca-la à disposição dos demais consumidores. Além disso, os proprietários deverão providenciar a limpeza dos sistemas de ar condicionado, garantir a circulação do ar no interior do estabelecimento com pelo menos uma janela ou porta aberta e proteger com barreiras físicas os guichês.

Fica terminantemente proibida ainda a realização de eventos promocionais que possam causar aglomeração de pessoas. As lojas devem ainda ter marcações visíveis delimitando o espaço de distanciamento físico entre as pessoas.

Permanece suspensa ainda a realização de missas, cultos e outras cerimônias religiosas com presença dos fiéis em número superior a 30 pessoas. Os templos religiosos poderão ser abertos somente para a visita e oração dos fiéis, sendo permitida a presença de até 30 pessoas por vez em uma distância mínima de 2 metros de uma para a outra.

O Mercado Público de Campo Maior poderá funcionar também, mas seguindo todas as restrições estabelecidas aos outros segmentos que permitem a entrada e permanência de pessoas em seu interior, como o controle do fluxo de pessoas, obediência às demarcações do distanciamento físico, preferência pelo uso de ventilação natural, uso obrigatório de máscara e higienização obrigatório de clientes e funcionários com álcool em gel 70%.

Já para os estabelecimentos do segmento da beleza, clínicas e consultórios médicos, estes devem priorizar o agendamento de horário para atendimentos e orientar seus clientes a comparecerem ao local somente na hora marcada.

Prefeitura irá avaliar evolução da doença após flexibilização

Para garantir que a reabertura gradual das atividades não leve a um aumento dos casos de covd-19 em Campo Maior, a Prefeitura da cidade vai proceder com a avaliação dos primeiros dias de flexibilização para atestar se o afrouxamento do isolamento de fato veio no momento correto. De acordo com o prefeito campo-maiorense, Professor Ribinha (PT), as medidas podem ser revistas caso os números da pandemia subam.

“Nós estamos trabalhando todas as barreiras, intensificando a fiscalização das equipes de vigilância sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde, que acompanharão essa rotina do comércio. Também estamos medindo a temperatura dos clientes que buscam esses estabelecimentos e dando todas as orientações. Todas essas informações serão usadas para que possamos avaliar se realmente é possível conviver com esse vírus e com essa flexibilização. Caso as normas não sejam respeitadas, e isso está no protocolo, nós vamos repensar o ato”, explicou Ribinha.

Campo Maior possui atualmente 218 pessoas já infectadas pela covid-19. Destas, 138 já se recuperaram da doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *