Covid: 175 cidades no Piauí têm menos de 50% com dose de reforço e pesquisador faz alerta

Os dados acessados no vacinômetro da Sesapi (Secretaria Estadual de Saúde do Piauí) apontam que até este domingo (03/04) 175 cidades piauienses vacinaram menos de 50% da população elegível com a dose de reforço contra a Covid-19. Isso representa 78% dos 224 municípios piauienses.

Os dados são preocupantes porque, segundo o professor pesquisador da Ufpi (Universidade Federal do Piauí), Emídio Matos, a dose de reforço ajuda a prevenir contra a forma grave da doença naquele que for infectado pela variante ômicron.

“Isso é bastante preocupante. Porque os dados mostram que a pessoa infectada com a ômicron, que não esteja imunizada com dose de reforço, tem uma chance maior de desenvolver a forma grave da doença”, reforçou o professor Emídio Matos.

O alerta feito pelo professor vem dias após o Governo do Piauí flexibilizar as medidas restritivas contra a disseminação da Covid-19. Entre elas, o uso de máscaras em ambientes semiabertos e abertos. O que seria um fator preocupante, visto que a variante ômicron tem um poder de disseminação muito grande.

Vacinação no Piauí 

Em termos proporcionais, o Piauí é o Estado que mais vacinou sua população com a 1ª dose da vacina contra a covid-19.

Até o momento, segundo o consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal, 92,46% dos piauienses receberam ao menos a primeira dose.

Já com relação a aplicação das duas doses ou dose única, São Paulo lidera, com 84,49% dos moradores com esquema inicial completo.

Segundo a Sesapi, 82,35% da população piauiense está completamente imunizada contra a Covid-19. E, até o momento, 39,90% da população elegível tomou a dose de reforço contra a doença.

Nataniel Lima e Paula Sampaio|Cidade Verde

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *