CSA vence CRB nos pênaltis e conquista o Campeonato Alagoano 2021

O CSA venceu o CRB nos pênaltis (4-3) e conquistou seu 40º título estadual do Campeonato Alagoano na tarde deste sábado (22), no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

No primeiro jogo as equipes terminaram empatadas em 0 a 0 e hoje o placar terminou em 1 a 1 com gols marcados por Bruno Mota para o aos 26 minutos do primeiro tempo e Hyuri, do CRB, aos 2 minutos do segundo tempo.

Agora as equipes focam na Série B do Campeonato Brasileiro. O CSA estreia diante do Náutico, no dia 28, no Estádio dos Aflitos, em Pernambuco. O CRB joga um dia depois, contra o Remo, no Rei Pelé.

Assim como no primeiro jogo, CRB e CSA tiveram dificuldade para construir finalizações. Os dois times se mantiveram passando a bola das laterais para o meio e em velocidade, já que ambos começaram sem centroavantes.

Enquanto o Galo foi para frente com mais intensidade nos cinco primeiros minutos, o Azulão começou a ganhar campo em seguida e finalizou pela primeira vez aos 10 minutos, num chute fraco de Nadson.

Aos 22 minutos, foi a vez do CRB mostrar que também estava no jogo. Num lance de muita velocidade, Calyson passou para Hyuri, que ativou o modo turbo e entrou na grande área do CSA e chutou em diagonal.

A bola bateu na trave e voltou para a defesa do Azulão. O panorama do jogo tinha o CSA com mais possibilidades e construindo jogadas, enquanto o CRB tentava se aproveitar de contra-ataques.

Em cobrança de escanteio de Nadson, Bruno Mota, do CSA, subiu tranquilo no meio de quatro jogadores do CRB, dentro da pequena área, e cabeceou para o fundo da rede. O relógio marcava 26 minutos quando o Azulão abriu o placar da decisão. Esse foi o nono gol de Bruno Mota no Campeonato Alagoano.

O gol do empate do Galo apareceu logo no começo do segundo tempo. Aos 2 minutos, Guilherme Romão cruzou da esquerda e Hyuri acertou uma cabeçada no canto esquerdo de Thiago Rodrigues.

Com a igualdade no placar, as equipes passaram a atacar mais e desfizeram suas linhas de defesa, principalmente o CSA, que voltou um pouco mais fechado na segunda etapa.

A partida perdeu a intensidade do primeiro tempo após o gol de empate do CRB logo no começo da segunda etapa. O CRB melhorou ofensivamente no segundo tempo, mas o CSA, prevendo essa situação, passou a marcar mais em cima do Regatas, evitando as investidas adversárias e deixando o jogo apenas no meio de campo.

Com a igualdade no tempo normal, a decisão do título foi para as penalidades e o CSA levou a melhor sobre o CRB por 4 a 3. Lucão do Break, Guilherme Romão e Diego Torres marcaram pelo CRB, mas Jean Patrick e Jiménez desperdiçaram a oportunidade.

Pelo CSA, Rodrigo Pimpão, Gabriel e Gabriel Tonini e Silvinho marcaram, mas Matheus Felipe desperdiçou a batida.

BRUNO FERNANDES E JOSUÉ SEIXAS
MACEIÓ, AL (UOL/FOLHAPRESS)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *