Delegado Eduardo Ferreira morre em Parnaíba após complicações de um câncer

O delegado da Polícia Civil do Piauí, Eduardo Ferreira, morreu na madrugada deste sábado (18), em Parnaíba, no litoral do estado. O Cidadeverde.com apurou que ele já estava debilitado há alguns dias em decorrência de um câncer.

Além de delegado-geral, ele foi um dos integrantes da antiga Comissão Investigadora do Crime Organizado (Cico) e atualmente era titular da Delegacia Seccional de Parnaíba.

O delegado Francisco Costa, o Baretta, coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), trabalhou diretamente com Eduardo Ferreira na Cico e o considerava um amigo.

“Grande amigo e colega. Venceu tantas batalhas contra o crime, mas não conseguiu êxito contra essa doença maligna. Sua prematura partida para o oriente eterno, deixa saudades. Que Deus, o receba na morada celestial, e aqui parafraseando a oração de meu padrinho São Francisco: “morrer não é o fim, pois é morrendo que se vive para a vida eterna”. Com certeza, o Grande Arquiteto do Universo, tem uma nova missão pra você”, desabafou Baretta sobre a perda do amigo.

Na semana passada, o delegado Menandro Pedro, que também trabalhou diretamente com Eduardo Ferreira, morreu durante uma corrida de rua em Teresina. Emocionado, Baretta relembrou da trajetória dos amigos na Cico, o grupo de investigação que, primeiramente, combateu o crime organizado no Piauí.

“Na Comissão Investigadora do Crime Organizado (Cico) sempre fizemos tudo de maneira bem planejada. A investigação tem que ter planejamento e operacionalidade. Lá, o operacional era o Menandro, era o homem de ir para rua, de pegar a missão e fazer o levantamento juntamente com a equipe da Polícia Federal. O Eduardo Ferreira ajudava na parte cartorária. Tudo era dividido, era bem estabelecido. No fim da tarde, a gente se reunia e avaliava o resultado daquele dia de trabalho. Por isso que a gente teve êxito e demos exemplo para o Brasil”, relembra Baretta.

O velório está sendo realizado em Parnaíba e, durante esta tarde, o corpo será trazido para Teresina para as últimas homenagens.

“Recebemos com muita tristeza a notícia do falecimento do nosso amigo delegado, Eduardo Ferreira, que deixou seu legado no Piauí, principalmente, no enfrentamento ao crime organizado, na época em que a Polícia Civil instalou uma comissão junto à Polícia Federal para, de forma conjunta, enfrentar aquele crime organizado que dominava o estado. Era conhecido por ser um homem destemido, inteligente, que amava a instituição e tinha muita vontade de servir à sociedade”, destacou Luccy Keiko, delegado-geral da Polícia Civil do Piauí.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) manifestou nota de pesar.

“A Secretaria Estadual de Segurança Pública do Piauí externa seu profundo pesar pelo falecimento do delegado de polícia civil Eduardo Alves Ferreira, neste sábado (18), na cidade de Parnaíba. Eduardo Ferreira foi Delegado Geral de Polícia Civil, presidente da Comissão Investigadora do Crime Organizado e atualmente era titular da Delegacia Seccional de Parnaíba. Neste momento de tristeza, a Secretaria de Segurança Pública presta sinceras e profundas condolências a seus familiares e amigos”.

O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Piauí (Sindepol) também lamentou a perda.

A diretoria do Sindepol-Pi recebeu com tristeza a notícia do falecimento do amigo Delegado Eduardo Alves Ferreira.

Delegado Eduardo ocupou funções importantes na Direção do Sindepol e na Delegacia Geral da Polícia Civil do Piauí.

Por último, exercia suas funções na Seccional da Polícia Civil em Parnaíba.

O velório está sendo realizado na Pax União de Parnaíba e, posteriormente, seguirá para Teresina onde os amigos também poderão prestar suas últimas homenagens.

Nossos sinceros sentimos aos familiares e amigos nesse momento de dor.

Fonte: Graciane Araújo/cidade Verde


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais