Deputados do PT entram na Justiça contra Sergio Moro

Os petistas acusam o ex-juiz da Lava Jato de causar prejuízo aos cofres públicos

Deputados federais petistas protocolaram na Justiça Federal de Brasília, na quarta-feira 27, uma ação popular que pede a condenação do ex-juiz Sergio Moro.

Os parlamentares do PT Rui Falcão (SP), Erika Kokay (DF), Natália Bonavides (RN), José Guimarães (CE) e Paulo Pimenta (RS) afirmam que o ex-juiz da Lava Jato causou “severos prejuízos ao interesse público e ao Erário público”, por sua atuação nas ações penais contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na ação, os petistas acusam Moro de conduzir os processos quebrando a legalidade, a impessoalidade e a moralidade administrativa. Dizem, por exemplo, que o ex-juiz grampeou advogados de Lula para “bisbilhotar” e “saber antecipadamente” sua estratégia de defesa; determinou uma “espetaculosa condição coercitiva” do ex-presidente em 2016; e divulgou conversas telefônicas dele com a ex-presidente Dilma Rousseff, no mesmo ano, para “convulsionar a sociedade e as instituições”, o que teria favorecido o impeachment.

Os deputados do PT ainda lembram que, após deixar o Ministério da Justiça, Sergio Moro passou a trabalhar para empresa que administra judicialmente a Odebrecht e depois lançou-se pré-candidato à Presidência “com base na fama e no capital político adquirido por sua atuação enquanto magistrado”.

A ação, no entanto, não estipula um montante que Moro deveria pagar para ressarcir os cofres públicos. “O valor deverá ser apurado em liquidação de sentença.”

“O ex-juiz Sergio Moro, ao conduzir a famigerada Operação ‘Lava Jato’, utilizou-se de sua posição de magistrado para perseguir seus desafetos políticos e abusar da autoridade que gozava para impulsionar um verdadeiro projeto pessoal, trazendo prejuízos de toda sorte ao país. O conflito de interesses foi a marca de sua atuação pública ao longo dos últimos anos”, destacaram os parlamentares na ação.

Moro chama PT de “grupo de comediantes”

Em um vídeo publicado ontem nas redes sociais, o ex-juiz da Lava Jato se referiu ao Partido dos Trabalhadores como um “grupo de comediantes”, ao se defender das acusações feitas na ação. O vídeo foi publicado no Twitter e elenca um “rastro de danos que o PT deixou ao longo de 14 anos”.

“Quem acabou com a economia e os empregos foi o PT, alinhando incompetência e corrupção. A Lava Jato impediu que a Petrobras quebrasse e permitiu que recuperasse mais de R$ 6 bilhões”, disse Moro.

Por Revista Oeste

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.