DF, MG, AC e PR têm maior incidência de casos de dengue, diz ministério

Desde o começo do ano, Brasil tem um coeficiente de incidência de 120 casos/100 mil habitantes.

Distrito Federal, Minas Gerais, Acre e Paraná apresentam os maiores índices de incidência de casos de dengue no Brasil, conforme indicado pelo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde divulgado nesta sexta-feira (2).

Os dados compilados pelo governo federal abrangem notificações até a semana epidemiológica 4, encerrada em 27 de janeiro. Durante essas quatro primeiras semanas, foram registrados 243.720 casos prováveis de dengue. Nesse período, o país contabilizou 24 mortes confirmadas, enquanto 163 casos estão em processo de investigação.

Os mais de 243 mil casos prováveis já superam o verificado em todo o ano de 2017

“Quando comparado com o mesmo período de 2023 observa-se um aumento de 273% no número de casos prováveis. As regiões geográficas onde se apresentam os maiores coeficientes de incidência são Centro-Oeste, Sudeste e Sul”, afirma o Ministério da Saúde. Os casos foram registrados em mais de 3 mil municípios brasileiros.

O coeficiente de incidência atual no país é de 120 casos por 100 mil habitantes. É importante observar que o coeficiente difere do número absoluto de casos. Enquanto São Paulo registra 39 mil casos, a situação proporcional em relação à totalidade da população revela uma situação mais crítica no Acre, que notificou menos de 3 mil casos.

O Acre está em situação de emergência por conta da dengue desde o início de janeiro. O estado de Minas Gerais também está, desde 27 de janeiro, em situação de emergência em saúde pública por causa da alta incidência de casos de dengue e chikungunya.

Nesta sexta, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, afirmou que a cidade vive uma epidemia de dengue. O município registrou 44,2% dos casos de dengue notificados em todo o ano passado apenas no mês de janeiro deste ano.

Na quinta-feira (1º), o Ministério da Saúde anunciou a criação de um centro de operações de emergência de combate à dengue. Haverá a participação de representantes de estados, municípios e outros ministérios.

Casos de dengue – série histórica

  • 2010 – 1.011.548 casos
  • 2011 – 739.370
  • 2012 – 589.591
  • 2013 – 1.454.871
  • 2014 – 589.107
  • 2015 – 1.688.688
  • 2016 – 1.483.623
  • 2017 – 239.389
  • 2018 – 262.594
  • 2019 – 1.545.462
  • 2020 – 948.533
  • 2021 – 531.922
  • 2022 – 1.420.259
  • 2023 – 1.658.816

Fonte: Meio Norte


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais