Economista de direita, fã de Bolsonaro se elege deputado na Argentina

Candidato ultradireitista ficou famoso por participar de programas de debates na TV argentina.

Javier Milei, um economista de direita que liderou uma coalizão nas eleições legislativas na Argentina, foi eleito no domingo (14). A frente que ele lidera chama-se A Liberdade Avança, e ficou em terceiro na cidade de Buenos Aires.

O sistema para eleições de deputados na Argentina é o de lista: cada frente tem uma lista de candidatos em ordem de liderança.

Na capital da Argentina, a coalizão Juntos pela Mudança, do grupo de oposição liderado por Maria Eugenia Vidal, ficou em primeiro lugar. Vidal foi governadora da província de Buenos Aires (a cidade de mesmo nome não pertence à província).

A Frente de Todos, a coalizão governista, liderada por Leandro Santoro, ficou em segundo.

Milei, que nunca havia participado de eleições ficou em terceiro lugar. Veja abaixo quais foram as votações:

  • Juntos pela Mudança: 47%,
  • Frente de Todos: 25,1%
  • A Liberdade Avança 17%
Candidato ficou conhecido por participar de programas de TV

Milei é um economista ultraliberal. Ele já deu declarações que é favorável a acabar com o Banco Central da Argentina, por exemplo.

Imagem de redes sociais de Javier Milei mostram o candidato, que foi goleiro profissional. durante um ato de campanha — Foto: Reprodução/instagram.com/javiermilei

Imagem de redes sociais de Javier Milei mostram o candidato, que foi goleiro profissional. durante um ato de campanha — Foto: Reprodução/instagram.com/javiermilei

Ele ficou conhecido inicialmente por suas palestras ligadas ao movimento libertário. Depois disso, ele começou a ser chamado para participar de programas de TV como debatedor. Foi assim que ele se conseguiu se tornar um nome reconhecido na politica argentina.

Antes de se tornar economista, Milei foi goleiro de um time de futebol e cantor de uma banda de rock.

Em seus discursos, ele ataca a classe política tradicional –ele os chama de a casta, e um de seus bordões é “a casta tem medo”.

A coalizão dele, A Liberdade Avança, tem paralelos com o movimento de Jair Bolsonaro no Brasil e o de Donald Trump nos Estados Unidos. Há inclusive montagens de imagens feitas por apoiadores que mostram Milei ao lado de Trump e Bolsonaro.

O desempenho de Milei foi ainda melhor do que nas prévias, em setembro, quando a frente eleitoral dele obteve 13,6% dos votos.

Aliado ficou bêbado e teve que ser retirado pela polícia

O economista foi comemorar em uma tradicional casa de shows de Buenos Aires, o Luna Park.

No palco, ele se referiu ao presidente Alberto Fernández como “o tirano”, e afirmou que não vai negociar com o governo.

“Sou um leão e venho derrubar esse modelo da casta política”, disse Milei, segundo o “Clarín”.

Ele voltou a repetir seu bordão “a casta tem medo”.

Durante as comemorações, um dos seguranças sacou uma arma em cima do palco para impedir um homem que tentava subir no tablado. O segurança foi afastado, segundo o “La Nación”.

Além disso, um dos candidatos que estavam na lista do A Liberdade Avança ficou bêbado e teve que ser retirado do lugar pela polícia, de acordo com o “La Nación”.

Por G1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *