Em Itainópolis, juíza realiza casamento por videoconferência

Os noivos ficam isolados em uma sala e mantendo o distanciamento das testemunhas e dos servidores da Justiça

A pandemia do novo coronavírusnão é desculpa para quem deseja casar. Na comarca do município de Itainópolis, distante 372 km de Teresina, desde a primeira quinzena desse mês de maio, que a juíza da Vara Única do município, Mariana Machado, realiza casamentos através de videoconferência.

Para que a cerimônia aconteça, é montada a estrutura na sede do Fórum local. Os noivos ficam isolados em uma sala e mantendo o distanciamento das testemunhas e dos servidores da Justiça.  Os cuidados para evitar o coronavírus estão até no momento da assinatura. Uma caneta é preparada para cada testemunha e outras duas para o casal.

““Nós usamos a plataforma do Google Hangouts ou a Cisco WebEx. Os noivos me vêem, em um computador no cartório, e eu posso vê-los também. No cartório, há uma caneta reservada para cada noivo e cada testemunha, já que o vírus pode ser transmitido pelo compartilhamento de objetos. A área onde o casamento é realizado também fica completamente isolada, para que terceiros não tenham contato com os noivos ou com as testemunhas”, explica a juíza Mariana Machado sobre os cuidados adotadas.

De acordo com Maria Machado, a recepção dos noivos com o novo formato da cerimonia tem sido surpreendente. É possível conferir a aceitação no número de casamentos realizados e os que foram mantidos até o próximo mês. Os casamentos remotos são permitidos através da Portaria 44/2020 do Tribunal de Justiça do Piauí.

“Há casamentos previstos até meados de junho — e já nesta semana, mais uma cerimônia está agendada. Esta é uma iniciativa muito importante — que não poderia ser realizada sem o Cartório da comarca e sem a ajuda da tabeliã responsável, que se esforçou muito para levantar todos os dados que permitiram a realização desses casamentos”, conclui.

O primeiro casamento remoto realizado no Piauí aconteceu no dia 30 de abril , na comarca do município dePedro II, no Norte do estado. A cerimônia selou o matrimônio de Maciel Santos de Andrade e Antônia Maria dos Santos. O juiz Kildary Louchard de Oliveira Costa, Titular da Vara Única de Pedro II, estava em Teresina, enquanto os noivos e testemunhas acompanharam tudo pela internet no município.

Por: Otávio Neto/Jornal O Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *