Em Picos, feirantes esperam aumentar venda de peixes durante Quaresma

A Quaresma – quarenta dias que antecedem a Páscoa Cristã – teve início nesta Quarta-feira de Cinzas (22). A tradição católica orienta que durante este período os fiéis se abtenham de carne vermelha durante dois dias da semana (quartas e sextas-feiras). Uma opção de alimento procurada pelos cristãos é o peixe, onde as vendas do produto tendem aumentar.

Em Picos, os feirantes que comercializam peixes esperam que as vendas aumentem consideravelmente. O Cidadeverde.com/picos esteve na Feira do Peixe e verificou uma movimentação intensa de pessoas nas primeiras horas da manhã.

“As vendas ainda estão poucas. A gente comercializa o peixe somente no sábado, mas com a Quaresma também vendemos na quarta e sexta-feira. Esperamos que as vendas aumentem a partir de agora”, informou o feirante.

Na feira de Picos, o kg do peixe pode variar entre R$ 18,00 à R$ 20,00 a depender da espécie. Entre os mais procurados estão a Tilápia e Branquinha.

Tradição cristã

A carne vermelha foi símbolo de opulência e celebração desde a antiguidade. Por isso, para a Igreja Católica, consumi-la durante a Quaresma não combinaria com o sentimento de penitência e humildade desta época litúrgica.

O Bispo Diocesano de Picos, Dom Plínio José da Luz Silva, reforça que além de não comer carne vermelha, o mais prudente seria evitar o consumo de alimentos em exagero.

“A Igreja prescreve nesse tempo da Quaresma  até a Semana Santa dois dias de abstinência de carne. Além disso, o correto é não comer qualquer alimento em exagero. Esse é um período também para pensar naqueles que não tem o que comer até porque a carne é um alimento raríssimo, onde muitas pessoas que passam fome não tem”, disse o Bispo.

Fonte: Paula Monize/Cidade Verde

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais