Em Teresina, sócia de prostíbulo que teria matado empresário é ré em homicídio por programa sexual de R$ 10

Kalina Sampaio Rodrigues investigada na morte do empresário Antônio Francisco do Santos Sousa, em março deste ano, já é ré em outra ação penal também por homicídio. Ela foi denunciada pelo Ministério Público do Piauí pelo assassinato do dono de um bar em 2015. O crime teria sido motivado pelo valor de R$ 10 que teria sido pago como pagamento de um programa sexual. 

“Os vizinhos passaram a ouvir um pedido de socorro, suplicado pela vida […] viram a acusada tentando arrombar a porta de enrolar para sair do bar […] estando ela com as mãos, braços e vestimentas todas ensanguentadas […] ao adentrarem, encontraram a vítima já sem vida […] foi encontrado ainda no local do crime uma cédula de R$ 10, que somada ao perfil psicológico da vítima- de que vez por outra este mantinha relações sexuais com garotas de programas da região- fez surgir a hipótese da motivação do crime ter sido o pequeno valor pago pela vítima à acusada por um programa”, diz trecho da denúncia do MP.

SEMELHANÇA ENTRE CRIMES

Raimundo Lopes Cunha Dias, vítima do homicídio em 2015, foi assassinado com 16 perfurações. A quantidade de perfurações é semelhante a praticada no homicídio do empresário Antônio Francisco, em março deste ano, achado morto com 18 facadas. 

Atualmente, Kalina Sampaio era sócio de um prostíbulo e foi presa há cerca de uma semana pela morte do empresário. O mandado é de prisão temporária e ela permanece no sistema prisional. No momento da abordagem, policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apreenderam uma arma de fogo, munições e uma porção de pó branco que seria cocaína.

O prostíbulo, onde Kalina é sócia, foi apontado como o último local onde o empresário esteve antes de ser morto. O crime envolveria a transferência de praticamente R$ 100 mil para a conta de duas mulheres.

Fonte: Graciane Araújo, com informações Tiago Melo (TV Cidade Verde)


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais