Fazendeiro mata eletricista a tiros após cortar luz por falta de pagamento

Um eletricista identificado como José Reginaldo de Santana Júnior, de 31 anos, da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), foi morto a tiros na tarde dessa terça-feira (29/09) ao tentar cortar a energia elétrica em uma fazenda em Limoeiro, no Agreste de Pernambuco. As informações são do G1 PE.

O corte legal de energia determinado pela companhia por causa da falta de pagamento. Havia dois eletricistas no momento do crime.

Segundo a Polícia Militar, após o corte de energia o proprietário da fazenda, que já tinha fechado a porteira com um cadeado, “demonstrou grande insatisfação e efetuou um disparo de arma de fogo contra um dos funcionários”, que morreu no local.

Vítima de homicídioVítima de homicídio    Arquivo pessoal

O homem ainda obrigou o segundo funcionário, de 39 anos, a religar a energia, “ameaçando-o com a arma de fogo apontada em sua direção”. Depois da religação, ele ainda ameaçou o segundo funcionário e o obrigou a entrar no porta-malas do carro da Celpe.

O crime foi registrado Delegacia de Homicídios de Limoeiro e está sendo investigado.

Equipes Táticas da Polícia Militar realizam diligências para tentar encontrar o homem responsável pelo homicídio.

Celpe

Por meio de nota, a Celpe informou que “recebeu com consternação a notícia do assassinato do colaborador”, que “lamenta o ato brutal praticado contra o eletricista e informa que está prestando o apoio necessário à família da vítima” e que “condena, veementemente, qualquer conduta violenta, sobretudo que atente contra a vida”.

O departamento jurídico da companhia está acompanhando a instauração do procedimento investigativo “e demanda das autoridades públicas o pleno cumprimento da lei”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *