Esportes

Flamengo bate Nova Iguaçu de novo, confirma favoritismo e amplia hegemonia no Carioca

Maior campeão do Estado do Rio de Janeiro, o Flamengo confirmou a sua hegemonia estadual ao faturar o seu 38º título, neste domingo, ao vencer o Nova Iguaçu por 1 a 0, com gol de Bruno Henrique, no Maracanã.

Foi a segunda vitória do favorito na final, uma vez que havia aplicado 3 a 0 no jogo de ida, no fim de semana passado.

Trata-se da segunda conquista do Flamengo sob o comando do técnico Tite. A primeira foi justamente a Taça Guanabara, a primeira fase do Campeonato Carioca. O Fluminense segue atrás em número de títulos cariocas, com 33, depois aparece o Vasco com 24 e o Botafogo, com 21.

O Nova Iguaçu, vice-campeão da Taça Guanabara, só ficou atrás do campeão, saiu de campo com o sentimento de “missão cumprida” com seu primeiro vice na principal divisão do Estado.

A campanha flamenguista foi quase perfeita, de forma invicta, pela sétima vez na história. Em 15 jogos, venceu 11 e empatou quatro, marcou 29 gols e sofreu apenas um. Pedro, com 11 gols, foi o artilheiro da competição, à frente de Carlinhos, com oito, pelo Nova Iguaçu, e já contratado pelo clube da Gávea.

O técnico Tite ameaçou poupar alguns jogadores temendo a maratona de jogos que terá pela frente, entre Copa Libertadores e Brasileirão, mas mandou o Flamengo a campo com sua força máxima.

No entanto, por excesso de cautela, posicionou seu time muito recuado, dando espaço para que no início do jogo o Nova Iguaçu chegasse na área duas vezes com perigo.

O adversário ainda sofreu duas baixas precoces. Uma delas, no aquecimento, quando Carlinhos sentiu uma dor na perna e não foi escalado. Nos primeiros minutos de jogo, Bill saiu machucado.

Sem forçar a marcação no ataque, o Flamengo só ameaçou no final do primeiro tempo, quando Everton Cebolinha acertou o travessão, aos 44.

Dois minutos depois, Arrascaeta apareceu na área a exigiu, enfim, a primeira boa defesa de Fabrício. Muito pouco para satisfazer a exigente torcida flamenguista, sedenta por um futebol bonito e de muitos gols.

O segundo tempo começou com um chute diagonal de Everton Cebolinha, que acertou a trave esquerda de Fabrício e levantou a torcida nas arquibancadas. As chances foram aparecendo.

Primeiro com Everton Cebolinha, com defesa de Fabrício, depois com De La Cruz, que só não marcou porque Yan Silva salvou em cima da linha

A torcida tentou “acordar” Tite aos gritos de Bruno Henrique, mas o atacante só entrou aos 25 minutos no lugar de Everton Cebolinha, ao lado de Allan que ocupou a vaga de Arrascaeta com a ordem de manter a atenção na marcação.

E foi justamente Bruno Henrique o autor do gol da vitória, aos 26. Ayrton Lucas desceu até a linha de fundo e cruzou para trás para Bruno Henrique, que bateu de perna esquerda.

A bola fez uma curva, tocou na parte superior da trave esquerda e entrou. Os torcedores soltaram o grito e entoaram o coro de “é campeão”. Depois disso, foi só festa no Maracanã, com mais de 65 mil torcedores.

Fonte: Estadão Conteúdo


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais