Gênio de 11 anos é um dos mais jovens a se formar em uma universidade

Um garoto belga de 11 anos é um dos mais jovens a se formar em uma universidade. O recorde é do americano Michael Kearney que se formou aos 10 anos, em 1994.

Agora, Laurent Simons, que é de Ostend, finalmente recebeu o diploma de bacharel em física na Universidade da Antuérpia, na Bélgica.

Simons também conseguiu completar o curso em apenas um ano, em vez dos três habituais. O pequeno gênio quer ajudar a humanidade com a inteligência que tem.

Abandono da primeira faculdade

E ele só não é um dos recordistas porque autoridades do país se recusaram a deixá-lo se formar antes dos 10 anos.

O pai do garoto, Alexander Simons, acusou a faculdade de criticá-lo por toda a atenção da mídia que seu filho estava recebendo na época.

“Se uma criança joga bem futebol, todos nós achamos que a atenção da mídia é grandiosa. Meu filho tem um talento diferente. Por que ele não deveria se orgulhar disso?” disse ao jornal holandês De Volkskrant.

Planos

E Simons já sabe o que quer fazer: “substituir o maior número possível de partes do corpo por partes mecânicas”.

O caminho para chegar lá é como “um grande quebra-cabeça”, disse ele. “Física quântica — o estudo das menores partículas — é a primeira peça”.

Esse plano inclui “trabalhar com os melhores professores do mundo, olhar dentro de seus cérebros e descobrir como eles pensam”.

“Simons tem estudado para seu bacharelado em física desde março de 2020.

Depois do verão, ele vai iniciar oficialmente o mestrado”, disse o porta-voz da Universidade da Antuérpia.

Laurent deve começar o mestrado depois do verão local, que no hemisfério norte termina por volta de 23 de setembro.

conta no Instagram que mostra as atividades do garoto, administrada pela família, já bateu mais de 65.000 seguidores

Com informações da Newsweek

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *