Homem morre após ser agredido a paulada pela própria companheira em Ribeiro Gonçaves/PI

Uma mulher foi presa na terça-feira (30) suspeita de matar a paulada o próprio companheiro Marciel Rodrigues de Sousa no município de Ribeiro Gonçalves, a 558 km de Teresina.

A polícia está investigando o caso, porque a agressão teria ocorrido no último sábado (27), mas somente na terça-feira (30) ele foi levado pela companheira para o hospital local após passar mal, afirmando que sofreu uma lesão na cabeça. A vítima não resistiu e morreu.

“A Polícia Militar de Ribeiro Gonçalves e a delegacia de Baixa Grande do Ribeiro foram acionadas pelo hospital Regional da localidade na tarde do dia 30, informados que um paciente que estava em óbito, apresentando uma lesão cortocontudente na cabeça que indicava suspeita de lesão provocado por terceiros. O paciente foi levado ao hospital pela companheira, contudo os policias notaram um aglomerado de pessoas na porta do hospital que apontavam a autuada como responsável pela morte da vítima. Tendo em vista a situação e as contradições da flagranteada quanto ao fato, a Policia Militar apreendeu e encaminhou a autuada para a delegacia a fim fazer os procedimentos cabíveis”, informou o delegado Marcos Harlan.

A Polícia Civil iniciou a investigação, e a suspeita confessou que agrediu o próprio companheiro, com quem morava há alguns anos, com um pedaço de pau na cabeça.

“No local de crime a equipe de investigação notou que já havia sofrido limpeza, contudo havia sinais evidentes de sangue na cama e na parede do quarto. Foi encontrado o objeto utilizado no crime, que havia sinais que foi modificado para retirar o sangue deixado”, explicou.

O delegado Marcos Halan, afirmou que antes da agressão ocorreu uma briga entre Marciel e a suspeita, porque ele teria saído para uma festa. Essa não é a primeira agressão que Marciel sofreu, segundo o delegado, há dois anos ela teria esfaqueado ele e há três meses teria dado uma martelada nele.

O nome da suspeita não foi revelada pela polícia, mas ela possui uma filha de outro relacionamento, que afirmou ter presenciado a agressão.

“Durante o procedimento foram ouvidas as testemunhas que relatam que a investigada já tentou matar a vítima em outra duas situações. Relataram que há dois anos ela acertou um faca no braço da vítima, e há três meses a agressora acertou um golpe de martelo no crânio da vítima. Foi ouvida uma menor na presença do conselho tutelar de Ribeiro e de um psicóloga, que relatou que presenciou uma briga no sábado, onde viu a agressora acertar um pedaço de madeira na cabeça da vítima. Durante o atendimento do local, a jovem apontou qual seria o objeto utilizado no crime, segundo ela o motivo da briga foi ciúmes”, relatou o delegado.

A mulher segue presa e irá passar por uma audiência de Custódia.

Fonte: Bárbara Rodrigues/Cidade Verde


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais