Incêndio florestal que dura mais de sete dias mata animais em São João da Fronteira

Um incêndio florestal que já dura mais de sete dias no município de São João da Fronteira (a 226 km de Teresina), vem causando destruição e matando animais silvestres na região.

“A situação aqui nós não temos como conter todos os focos porque é de difícil acesso, é um povoado de comunidades que o pessoal é assistido por aqui, mas é de uma área de litígio com o Ceará”, explicou o vice-prefeito do município, Agostinho Ferreira.

Agostinho Ferreira destacou ainda que brigadistas da prefeitura e de municípios do Ceará estão ajudando a combater as chamas, mas que a situação segue crítica. Outros 11 brigadistas do município de Domingos Mourão também devem chegar ao local para ajudar nos trabalhos.

“Um fogo de grande proporção que não tem como a gente conter só, embora a gente tenha somado esforços, buscado informar os órgãos competentes. O Ceará tá mandado as brigadas deles e a gente é grato por isso, a comunidade toda está envolvida. É prejuízo na fauna e flora e nos animais, como bode, gado e porco que se alimentavam nessa região”, acrescentou.

O chefe da Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) de Quixeramobim no Ceará, José Sávio Lima, informou que 14 brigadistas estão atuando em quatro frentes para eliminar os focos de incêndio.

“Estamos atuando no combate a incêndio florestal aqui no município de São João da Fronteira, chegamos no dia 09 por volta das 17h e encontramos o local com quatro incêndios fora de controle, conseguimos controlar um dos focos de incêndio a noite e agora estamos atuando nas quatro frentes que tem ativas, uma das frentes já está em fase de extinção e as demais nós estamos em combate, estamos em 14 pessoas somados aqui do estado do Ceará”, explicou.

O Batalhão de Operações Áreas da Polícia Militar do Piauí (BOPAer) informou que possui uma aeronave à disposição para ajudar no combate ao incêndio, mas que até o momento ainda não há necessidade de usar.

“Nós avaliamos que no momento não há necessidade da aeronave aqui. Após uma reunião que tivemos com o pessoal do Prevfogo, no momento a situação está controlada e não há necessidade da aeronave. O governador do estado, comandante da Polícia Militar, comandante do Corpo de Bombeiros, disponibilizaram e caso haja necessidade, ela estará de pronto emprego imediato para vir para São João da Fronteira combater os incêndios havendo a necessidade do risco imediato”, informou o capitão William.


Fonte: Rebeca Lima/Cidade Verde


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais