INSS inicia força-tarefa para reduzir fila de perícias do BPC no Piauí; previsão de 1800 atendimentos

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Piauí realiza até o dia 2 de dezembro uma força-tarefa para reduzir a fila de espera para o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A meta é que sejam realizados cerca de 1800 atendimentos até a data.

Em entrevista ao Notícia da Manhã, o gerente executivo do INSS no Piauí, William Machado, destacou que foram acrescentados mais sete peritos médicos ao efetivo das agências para a realização dos serviços.

“Estamos recebendo um reforço de sete colegas peritos médicos da Secretaria de Perícia Médica Federal, e eles já estão trabalhando desde ontem. Disponibilizamos para a população 1800 vagas. Então, nós temos 1800 segurados que serão atendidos mediante agendamento prévio efetivo na perícia médica de BPC”, destacou.

William Machado reforçou ainda que os assegurados que já possuem perícias marcadas podem reagendar para alguma data mais próxima através dos canais de atendimento do INSS.

“O processo vai até o dia 2. A força de trabalho vai atender 1800 pessoas, inclusive aqueles segurados que estão nos assistindo podem agendar ou reagendar a sua perícia de benefício de prestação continuada através dos canais de atendimento remotos que são o aplicativo Meu INSS e a central 135”, ressaltou.

Lei sancionada pelo governo federal autoriza teleperícia

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, sancionou a Lei 14.724 que amplia o Programa de Enfrentamento à Fila da Previdência Social (PEFPS) até 14 de agosto de 2024 e regulamenta e autoriza o uso da telemedicina e do Atestmed nos casos de benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença). A lei também estende a avaliação médica remota e a análise documental para requerimentos de Benefício de Prestação Continuada (BPC) da pessoa com deficiência.

“Estamos ansiosos por essas possibilidades. Nós vamos aguardar os normativos nacionais que vão delimitar as condições da teleperícia, e partir daí, nós vamos trabalhar também na medida da possibilidade quando autorizado a teleperícia e também a teleavaliação social, para que possamos levar aos locais onde não há possibilidade de unidade de atendimento do INSS o atendimento do BPC completo, ou seja, de forma administrativa, avaliação social e também a perícia médica”, pontuou William Machado.

O gerente executivo ressaltou também que a força-tarefa deve reduzir o tempo de espera das perícias médicas como um todo.

“Com isso, esperamos diminuir esse tempo de espera da perícia médica até como um todo, tendo em vista que nós já temos o auxílio-doença com o atestado médico a distância e a prorrogação de benefícios do auxílio-doença automático e a perícia médica onde havia todo um contexto de espera. Hoje, já estamos agendando para janeiro. Já conseguimos abrir vagas”, finalizou.

 

Fonte: Rebeca Lima e Najla Fernandes (TV Cidade Verde)


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais