Internacional empata com o Goiás e completa dez jogos sem vencer no Brasileirão

Mesmo estando nas semifinais da Copa Libertadores, o Internacional continua com uma campanha ruim no Campeonato Brasileiro. Ao empatar sem gols com o Goiás, neste sábado, na Serrinha, em Goiânia (GO), pela 22ª rodada, o time gaúcho completou 10 jogos sem vencer.

É o 12º colocado da tabela, com 26 pontos, um na frente do Goiás, 15º, e sem perder há oito rodadas, embora ainda tente fugir da ameaça do rebaixamento.

Como havia prometido, o técnico Eduardo Coudet escalou o Internacional com sua força máxima. Mais do que isso, dentro do esquema tático que parece ter encaixado: o 4-5-1.

A defesa bem postada, cinco jogadores para ganhar o meio-campo na base da movimentação e Enner Valencia na frente, esperando a aproximação de algum meia, Wanderson e Alan Patrick.

Mesmo com o setor de criação pouco criando, o Inter teve duas chances reais de gols, aproveitando falhas defensivas do Goiás. A primeira aos 17 minutos, quando Lucas Halter errou o chute e a bola sobrou para o rápido Valencia entrar na área e chutar em cima de Tadeu, que fez o bloqueio perfeito.

O zagueiro Lucas Halter voltou a falhar aos 36, quando tentou dar um estourão, pegou errado na bola que subiu muito. Valencia acompanhou a queda da bola e na tentativa de chutar de primeira acertou uma joelhada. Numa ação instantânea, Tadeu desviou a bola para escanteio.

O Goiás, que só esperava um contra-ataque, chegou com perigo somente aos 45, quando João Magno recebeu passe nas costas de Hugo Mallo, entrou na área, mas se assustou com a saída do goleiro Rochet que fez a defesa em dois tempos.

O Goiás não trocou peças no intervalo, mas voltou diferente no segundo tempo. O português Armando Evangelista adiantou a marcação e tirou o time da defesa. Além de chegar mais na frente, também forçou os erros de passes nas saídas do Internacional.

Na tentativa de equilibrar o domínio do meio-campo, Coudet fez duas trocas com as entradas de Bruno Henrique e Lucca nos lugares, respectivamente, de Aránguiz e Alan Patrick. Uma maneira também de recuperar a parte física, porque o time vem de uma sequência pesada de jogos pela Libertadores.

Percebendo que ao adversário estava cansado, o Goiás tentou ser mais agressivo. Mas nada conseguiu. Aos 45 minutos, o Goiás perdeu Maguinho, expulso, por cometer uma falta.

Ele já tinha recebido o cartão amarelo no primeiro tempo. Por discutirem, Luiz Adriano, do Inter, e Lucas Halter, do Goiás, também foram expulsos.

Por causa da Data Fifa os times só voltarão a campo agora daqui a duas semanas. O Internacional vai receber o São Paulo, dia 13, às 21h30, no Beira-Rio. No dia 15, o Goiás vai enfrentar o Palmeiras no Allianz Arena, em São Paulo.


Fonte: Estadão Conteúdo


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais