Irmão e mãe de advogada assassinada no Piauí são indiciados por feminicídio

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) concluiu o inquérito que investigava o assassinato da advogada Izadora Mourão, ocorrido no dia 13 de fevereiro na cidade de Pedro II.

Izadora Mourão

A mãe dela, Maria Nerci, e o irmão, João Paulo, foram indiciados como autores do crime de feminicídio.

João Paulo e a mãe
João Paulo e a mãe 

Izadora foi assassinada com várias facadas no pescoço e seu corpo ficou ao lado na cama do irmão, que deu uma versão suspeita para a polícia.

João Paulo e a mãe informaram que uma mulher foi na casa e matou a advogada, mas os investigadores concluíram que ele foi o autor do crime com participação da mãe.

O irmão foi indiciado por homicídio triplamente qualificado e por motivo torpe. Já Maria Nerci foi indiciada como coautora do crime.

As investigações estão mantidas em sigilo por determinação da justiça. Brigas por herança teriam motivado o crime.

 

Por 180graus

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *