Irmãos montam banca e doam produtos de higiene em frente de lotérica no Piauí

Luciano Coelho, de 26 anos, e Lucas Coelho, de 27, usaram do próprio dinheiro para comprar materiais de higiene pessoal para distribuir gratuitamente em frente a uma lotérica da cidade de Porto Alegre do Piauí.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, onde o número de pessoas infectadas e mortas cresce todos os dias, dois irmãos do município de Porto Alegre do Piauí, localizado a 418 km de Teresina, mostraram que uma ação solidária pode fazer a diferença para quem mais precisa. Luciano Coelho, de 26 anos, e Lucas Coelho, de 27, usaram do próprio dinheiro para comprar materiais de higiene pessoal para distribuir gratuitamente.

Luciano, que é cabelereiro, contou à reportagem que ideia surgiu depois que seu irmão Lucas percebeu que havia um grande volume de pessoas aglomeradas em frente a uma lotérica da Caixa Econômica Federal de Porto Alegre, situada na Avenida Cândido Gonsalves da Rocha. As pessoas não usavam máscaras e nem tinham em mãos o álcool em gel, objetos essenciais para conter a transmissão da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

Lucas Coelho, que é vendedor de geladinho, também disponibilizou os picolés à população. Foto: Arquivo Pessoal.

“Meu irmão chegou para mim e disse: Luciano, que tal a gente fazer uma ação solidária em frente à lotérica. Tem gente que passa o dia todinho lá em pé, sem máscara, sem água para lavar as mãos, sem álcool em gel… Então, podemos colocar água para elas beberem ou para lavar as mãos, doar álcool e pelos umas 30 máscaras”, disse.

Luciano contou ainda que para realizar a doação, eles tiverem que desembolsar por conta própria, uma quantia de R$ 80. Lucas Coelho, que é vendedor de dindim na cidade, também contribuiu fazendo a doação dos picolés artesanais.  

“A gente comprou água mineral, sabão e álcool em gel e fizemos uma espécie de lavatório em frente à lotérica. O meu irmão fez uns geladinhos (dindim) e distribuiu. Compramos os saquinhos, os pacotes de suco, e fizemos quase 200 geladinhos para distribuir no local durante a tarde, já que é o horário mais quente”, disse.

Placa de deixada no local diz: “Estamos em casa, mas a solidariedade está na rua”. Foto: Arquivo Pessoal.

Assim, uma mesa foi montada com os produtos de higiene pessoal e, ao lado, ficavam os picolés artesanais. As pessoas se aproximam, pegavam o que o precisava e depois ia embora. A ação solidária aconteceu no último sábado (02).

“Deixávamos tudo disponível para eles. Tudo para que ficassem à vontade para enfrentar a enorme fila que tinha no local”, contou.

Distribuição de produtos também foi feita em hospitais da cidade. Foto: Arquivo Pessoal. 

Além da distribuição dos produtos em frente à loteria, os irmãos entregaram também a profissionais de saúde da região, de limpeza, e agentes que fazem a fiscalização de pessoas que entram na cidade.

Profissionais da limpeza também foram beneficiados. Foto: Arquivo Pessoal. 

“Eu acho que foi uma boa iniciativa. Estamos felizes e pretendemos fazer outras vezes, quando as coisas melhorarem financeiramente. Esse é um momento difícil, essa pandemia que estamos vivendo. Foi uma atitude simples, mas com muita coragem e boa vontade de fazer. Fizemos com amor, dedicação e ficamos extremamente honrados de ter visto a felicidade de quem usou os produtos que compramos”, finalizou.

O município de Porto Alegre do Piauí não registrou casos de Covid-19. No Piauí, há 949 casos confirmados e 30 óbitos, segundo o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi). O número de altas médicas é de 181.  

Edição: Adriana Magalhães
Por: Jorge Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *