Jovem denuncia que foi vítima de homofobia em loja de Picos

O técnico em informática, Rafael Santana, 31 anos, utilizou as redes sociais para denunciar que foi vítima de um episódio de homofobia ao tentar comprar uma sunga através do atendimento online de uma loja de moda íntima. O caso foi registrado na última terça-feira no município de Picos, distante cerca de 300 Km de Teresina.

O jovem relata que questionou, através do Whatsapp, se o estabelecimento possuía uma sunga de cores neon. Minutos depois ele diz que recebeu um áudio da atendente, que teria sido encaminhado errado. “Não tenho sunga aqui, nessa ‘viadagem’ toda”, afirma a mulher, que estaria conversando com outros colaboradores da loja.

Após receber a mensagem de voz, Rafael respondeu. “Eu acho que você precisa de respeito pelos seus clientes, isso não é uma viadagem  é uma atualização, é uma coisa mais moderna. Sexualidade  não está informada por cor, e muito obrigado pelo seu atendimento,  sua mal educada”, disse.

O jovem resolveu tornar o caso público em suas redes sociais e ganhou o apoio de diversos internautas e blogueiros, que criticaram a postura da loja. A sub secção da OAB em Picos também se manifestou sobre o caso.

“Não sabia que ia tomar essa repercussão que está tomando, mas fico muito grato. A gente sabe que vivemos numa sociedade onde, não todos, mas algumas pessoas tem esses pensamentos medievais, sobre preconceito de cor, gênero e raça. “, desabafou.

Outro Lado

Após a repercussão do caso, a loja envolvida na polêmica também utilizou as redes sociais para se manifestar a respeito do caso. O estabelecimento pediu desculpas pelo comentário que foi enviado através do áudio:

Rafael Santana questionou o posicionamento da loja. ” Não senti, em nenhum palavra dita na retração, que ela estivesse arrependida ou disposta a mudar sua atitude. Ela se veio se retratar depois que viu tamanha repercussão sobre o acontecido, pensando na sua imagem e na sua loja. Ela deveria ter mais empatia, respeito e educação com seus clientes”, avaliou o jovem.

Por Natanael Souza/Cidade Verde

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *