Justiça do DF mantém na prisão acusado de vazar fotos de Marília Mendonça

O juiz da 2ª Vara de Santa Maria, no Distrito Federal, manteve a prisão preventiva de André Alves, acusado de divulgar imagens da autópsia de Marília Mendonça e de mais dois cantores. A cantora morreu em 11 de novembro de 2021, quando o avião em que estava caiu na região do oeste de Minas Gerais.

Alves está preso há 140 dias depois de ser capturado pela Polícia Civil do Distrito Federal por divulgar imagens da autópsia. Segundo as investigações, as fotografias foram obtidas de maneira ilegal e divulgadas indiscriminadamente na rede mundial de computadores. A pena para vilipêndio de caáver é de 1 a 3 anos, além de multa.


Fonte: Sbt News


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais