Justiça obriga ônibus a voltarem a circular em Teresina até amanhã

Se o Sindicato não cumprir com a decisão pagará uma multa de R$ 50 mil por dia.

Na manhã desta terça-feira, 07 de julho, a desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região, Liana Chaib, concedeu uma liminar acatando o pedido do Procurador Regional do Trabalho, João Batista Machado Júnior, que determina que os motoristas e cobradores de ônibus retornem aos seus trabalhos em um prazo de 24 horas, mesmo que em escala reduzida, com 70% da frota no horário de pico (entre 06h e 09h no turno da manhã e entre 17h e 20h no final do dia) e 30% no horário normal.

Caso o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviário (Sintetro) não cumpra a decisão, terá que pagar uma multa diária de R$ 50 mil. A ação será fiscalizada pela Strans, que continuará disponibilizando transporte alternativo para os usuários.

A expectativa é que o sistema de transporte público de Teresina volte a funcionar de maneira parcial a partir de amanhã, visto que o Sindicato tem um prazo de 24 horas para cumprir a determinação e disponibilizar os ônibus. A decisão se deu também, visto que, essa semana, algumas áreas de Teresina já voltaram a funcionar, mesmo que em escala reduzida, e a maioria desses trabalhadores precisa do transporte público para se locomover ao trabalho.

Fonte:  Meio Norte

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *