Luís Cardoso, medalhista nas Paralimpíadas de Tóquio, visita Picos e recebe carinho da população

Luís Carlos Cardoso, medalha de prata na paracanoagem nas Paralimpíadas de Tóquio, realizada este ano, está em Picos, sua cidade natal, onde tem recebido o carinho da população, que expressa a sua admiração pelo atleta. Ele esteve na Câmara Municipal na última quinta-feira (21), quando recebeu os cumprimentos e inúmeros pedidos das pessoas para tirar fotos. Em entrevista ao Boletim do Sertão, Luís Cardoso definiu a recepção como “incrível”. “Por todo carinho que estou recebendo por onde passo; vejo que as pessoas viveram junto comigo essa medalha”, declarou.

O atleta está em Picos desde a semana anterior e deve voltar para São Bernardo do Campo – SP, onde reside, nos próximos dias. Ele informou que dará continuidade aos treinamentos já pensando nas Paralimpíadas de Paris, em 2024.

Luís Cardoso. Foto: Jailson Dias

Sobre o reconhecimento recebido em todo o Brasil, Luís Cardoso afirma que isso pode ser traduzido através do crescimento da prática da paracanoagem no país. Conquistas como a dele estimulam o surgimento de novos talentos nesse esporte. “Eu sou padrinho de um projeto de canoagem em José de Freitas –PI, ontem eu estive lá, e agora nasceu outro projeto em Parnaíba, e espero que a paracanoagem e canoagem cresçam mais no Piauí”, frisou.

Luís Cardoso atribui o fato de o Brasil ser uma potência nas paralimpíadas, sempre conquistando um grande número de medalhas, a tenacidade dos atletas. “Somos pessoas que não desistem, estamos sempre olhando para frente, buscando cada vez mais nossos objetivos, independente das circunstâncias, nós sempre acreditamos que podemos dar o nosso melhor, conquistado medalhas e deixando o Brasil orgulhoso”, comentou.

Foto: Jailson Dias

Luís Cardoso começou na paracanoagem em 2011 e entrou na Seleção brasileira em 2012. Ele sempre tem conseguido índice para representar o Brasil nas paralimpíadas e as conquistas de títulos internacionais são uma constante em sua vida de atleta.

O Brasil conquistou 72 medalhas em Tóquio, 22 de ouro, 30 de prata e 30 de bronze.

Por Jailson Dias/Boletim do Sertão

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *