Mãe e filho asmático de 2 anos são expulsos de avião por criança não usar máscara

Menino teve crise respiratória

Amanda Pendarvis e seu filho de dois anos, Waylon, foram obrigados a deixar um avião comercial nos Estados Unidos. O motivo: a criança não estava usando máscara. Ao ser abordada pelo comissário de bordo, Amanda mostrou o menino agonizando devido a uma crise respiratório relacionada à doença, além de apresentar o teste negativo de Waylon para o novo coronavírus. Contudo, mesmo explicando a situação, foi obrigada a se retirar da aeronave.

Em imagens que circulam nas redes sociais, o garotinho aparece chorando e não querendo usar o equipamento. “Eu não estava me recusando a usar a máscara”, afirmou Amanda, em entrevista ao site Nation File, na terça-feira 14. “Nem mesmo disse que não tentaria fazer meu filho usá-la”, acrescentou, ao mencionar que o funcionário da American Airlines agiu com grosseria e indiferença perante a situação constrangedora.

Tampouco os demais passageiros se manifestaram em sua defesa, apesar de explicar a situação da criança, relatou Amanda. Mãe e filho tiveram de sair da aeronave escoltados pela polícia. Em nota enviada ao site norte-americano, a companhia aérea confirmou o caso e garantiu que entrou em contato com Amanda. Contudo, não se pronunciou sobre providências contra o comissário.

Por Revista Oeste

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *