Marden Menezes diz que população se arrependeu de ter tirado PSDB da Prefeitura

“Estamos vivendo é um sentimento de arrependimento por parte da população”, disse o deputado Marden.

O deputado estadual Marden Menezes teceu críticas à gestão do prefeito de Teresina Dr. Pessoa (MDB) ao afirmar que os eleitores se arrependeram de tirar o PSDB do comando do Palácio da Cidade nas eleições de 2020. O parlamentar deu a declaração nessa quarta-feira (07), quando falava do destino da sigla tucana no pleito do ano que vem.

“O PSDB é um partido que tem uma história, uma importância enorme na nossa capital, a prova disso é o que estamos vivendo hoje, que é um sentimento de arrependimento por parte da população. Os serviços hoje entregues ao povo de Teresina andam longe de ter a qualidade e eficiência dos serviços que eram prestados nas gestões do PSDB, e essa é uma história que não se apaga da noite para o dia”, enfatizou Marden.

Chapa proporcional

Ainda conforne Marden, a chapa da oposição será formada por nomes fortes com chances reais de vencer a disputa ao Governo do Estado em 2022. Ele disse que não haverá imposições nessa formação e reforçou a aliança entre o PSDB e o Progressistas.

“A oposição vai dialogar sem imposições no sentindo de construir uma chapa que represente sentimento de mudança no Piauí, nós temos 20 anos governados pelo mesmo modelo e a população precisa se permitir a uma alternância, a dar oportunidade a um novo modelo de gestão, até para a gente não cobrar os mesmos problemas para as mesmas pessoas. Não há imposição em relação a construção de uma chapa das oposições, vamos avaliar todas as possibilidades, vamos ouvir, sobretudo, a população”, relatou o deputado tucano.

Chapa majoritária

“Os nomes que estarão na chapa majoritária devem ser nomes que tenham chances reais de vencer o pleito de 2022. E nesse processo, o diálogo, a opinião das lideranças e o sentimento dos partidos que estão na oposição são importantes, mas o mais importante ainda é a população. Há tempo para realização de pesquisas, para o diálogo com partidos para esse entendimento, importante é que a chapa que surja seja a chapa mais forte e, até lá, nós vamos estar dialogando com toda tranquilidade”, reforçou Marden.

Destino partidário

Questionado se pode deixar o PSDB, já que tem recebido convites de vários partidos, o deputado não respondeu e preferiu frisar na história do partido. “O PSDB é um partido que tem uma história, uma importância enorme na nossa capital, a prova disso é o que estamos vivendo hoje, que é um sentimento de arrependimento por parte da população. Os serviços hoje entregues ao povo de Teresina andam longe de ter a qualidade e eficiência dos serviços que eram prestados nas gestões do PSDB, e essa é uma história que não se apaga da noite para o dia”, enfatizou Marden.

Retorno de Sílvio ao partido e aliança com Progressistas

“A volta de Sílvio Mendes para o PSDB e à vida pública traz uma esperança, não para a classe política, mas para o povo teresinense, diria que o PSDB com Sílvio e o Progressistas, que tem uma força indiscutível no interior, liderado pelo senador Ciro Nogueira, são as duas forças capazes de construírem um caminho para as oposições no Piauí e eu diria que a chapa das oposições passa pelo diálogo, aproximação, entendimento, estreitamento entre essas duas siglas no nosso estado”, declarou o deputado Marden Menezes.

Por GP1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *