Modelo é achada morta às margens de rio e ex-namorado confessa crime

Polícia Civil da Paraíba informa que o namorado confessou o crime após ser preso na Bahia e teria sido ele o responsável em indicar o local em que o corpo foi deixado.

A Polícia Civil encontrou no domingo (20), o corpo da modelo Lorrayne Damares da Silva, de 19 anos, que estava desaparecida desde a semana passada, em João Pessoa (PB). O corpo foi encontrado em avançado estado de decomposição  às margens do Rio Paraíba, nas proximidades da região conhecida como Café do Vento, no município de Sobrado.

O corpo estava embaixo de uma ponte da BR-230 e foi encontrado um dia depois da prisão temporária do namorado, Kennedy Ramon Alves Linhares, 32 anos, apontado pela Polícia Civil da Paraíba como o principal suspeito do crime. Ao ser interrogado, o homem confessou ter matado a modelo e indicou onde havia abandonado o corpo.

Lorrayne Damares foi encontrada morta após desaparecer

Segundo a Polícia Civil da Paraíba, a jovem foi morta por estrangulamento em uma casa de veraneio, no litoral norte do estado , onde esteve com o ex-namorado. À polícia, o suspeito disse que eles discutiram no local e que a matou, abandonando o corpo depois em um matagal. Então, o homem fugiu com destino ao município de Eunápolis, na Bahia, onde foi detido. O suspeito está sendo levado para a Paraíba, onde deve prestar novo depoimento.

Logo que Lorrayne desapareceu na semana passada, familiares e amigos iniciaram uma forte campanha pelas redes sociais com o objetivo de encontrá-la. Na última sexta-feira (18), a mãe gravou um depoimento emocionado pedindo ajuda a quem a tivesse visto. Vítima e suspeito se conheciam há cerca de três anos.

 

Por Meio Norte

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *