No Piauí, Onyx Lorenzoni faz críticas ao lockdown adotado por governadores na pandemia

O ministro Onyx Lorenzoni saiu em defesa da condução da pandemia feita pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) e criticou as medidas de “lockdown” decretadas por governadores e prefeitos desde 2020 quando o primeiro caso foi confirmado no país. As declarações foram dadas ao discursar em evento na Associação de Prefeitos do Piauí (APPM) nesta quinta-feira (24).

Onyx Lorenzoni classificou as medidas restritivas adotadas durante a pandemia como uma “série equívocos” e disse os lockdowns, período no qual o comércio foi fechado, destruiu o mundo ocidental como era conhecido.

“Só serviu para quase destruir o mundo oriental  os últimos estudos feitos na Europa provam que o lockdown e da pandemia são mais dramáticos do ponto vista econômico para o emprego e renda da pessoas do que os da primeira e segunda Guerra Mundial somados. Então, quanto mais distância tomarmos do período da politização, da ideologização, mais vamos compreender a série de equívocos cometidos”, avaliou.

Saiu em defesa de Bolsonaro na pandemia 

Lorenzoni também argumentou que Bolsonaro vem pedindo por equilíbrio desde do início da decretação do estado de pandemia. Ele também considerou o presidente como “corajoso” por manter os posicionamentos que teve diante do que o ministro classificou como um “assassinato de reputações”, que segundo ele, tem sido feito por parte da imprensa.

“Temos um presidente que no dia 25 de março de 2020 disse a seguinte frase ‘temos que enfrentar essa pandemia com equilíbrio’ […] Manter o país no rumo certo, manter o leme na direção correta, precisa ter coragem, o couro duro, não pode ter medo da palavra atravessada da imprensa, de parte da imprensa, porque se envolveu na maior campanha de assassinato de reputações que já se teve notícia na história desse país”, enfatizou.

“Não faltaram recursos” 

O ministro também defendeu a condução da pandemia pelo Governo Federal no país, afirmando que nunca faltaram recursos destinados para saúde e acrescentou que o Sistema Único de Saúde (SUS) foi capaz abarcar a crise sanitária, mesmo quando os sistemas de saúde de países europeus não conseguiram.

“Não faltou dinheiro para a saúde, nem para o SUS. Assumimos esse governo com 22 mil UTIs e em dezembro de 2022 tínhamos 42 mil UTIs […] Quando o sistema de saúde da Itália, Espanha e EUA falharam redondamente, o nosso bom SUS, a jabudicaba brasileira não falhou, pois não faltou dinheiro para estados e municípios para cuidar da saúde dos brasileiros”, argumentou.

Ações administrativas 

Ao discursar para os prefeitos presentes Ônix Onyx Lorenzoni destacou também as ações do governo de Bolsonaro desde que assumiu o poder, em 2019. Ele citou o corte de 30 mil cargos com a redução de ministérios, além da digitalização de documentos.

Ele também citou o ato que ficou conhecido como “revogaçõ” no qual foram revogados pelo menos 892 atos normativos.

No Piauí, Onyx Lorenzoni faz críticas ao lockdown adotado por governadores  na pandemia - Cidadeverde.com
Imagem: Renato Andrade Cidade Verde
No Piauí, Onyx Lorenzoni faz críticas ao lockdown adotado por governadores  na pandemia - Cidadeverde.com
Imagem: Renato Andrade Cidade Verde

Paula Sampaio/Cidade Verde

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *