Oziana Oliveira completa 1 ano à frente do Hospital Florisa Silva e fala das melhorias implantadas em prol da saúde dos jaicoenses

Eleita vereadora do município de Jaicós por duas vezes consecutivas, na primeira delas com 691 votos no ano de 2012, sendo a mais votada naquela eleição, Oziana da Silva Oliveira Bispo foi eleita para um novo mandato no ano de 2016 com 689 votos, ficando em segundo lugar entre todos os candidatos, com mais uma votação expressiva.

Acostumada somente a legislar, Oziana, atendendo uma solicitação do seu irmão, Ogilvan da Silva o “Neném de Edite”, atual prefeito de Jaicós, aceitou o desafio de dirigir o Hospital Florisa Silva no ano passado (2018). Segundo ela mesma confidenciou: “O maior desafio da minha vida”.

44 anos, formada em história pela Faculdade Evangelica Cristo Rei e mãe de dois filhos: Weslley Oliveira e Sabrina de Oliveira, Oziana literalmente arregaçou as mangas e aos poucos, em um processo de muito trabalho e dedicação, começou a mudar para melhor a realidade do Hospital Florisa Silva que tem sido ao longo da sua existência um gargalo na gestão de todos os administradores do município, tanto pela escassez de recursos, como pela demanda, pois a unidade de saúde atende, além da população de Jaicós, os municípios de Patos, Massapê, Belém do Piauí e Campo Grande do Piauí.

Sucesso não tem mágica. É 99% de transpiração e Oziana incorporou isso na sua rotina diária, tanto que passou a “morar” no próprio hospital, como ela mesma conta:

“As pessoas comentam como é que estou conseguindo, como é que aguento (sorriu). O hospital Florisa Silva tem muitas complicações, acredito que a maioria da população é conhecedora. Quem passou pela diretoria do hospital sabe da situação, dos problemas que encontra aqui. O principal deles é falta de recursos. Os gestores que passaram por aqui não eram tão presentes, eu moro na cidade, melhor dizendo, moro no hospital, vivo mais aqui dentro do hospital do que na minha própria casa. Meus filhos cobram mais minha atenção, mas sei também que eles entendem que esse é meu trabalho. Só para explicar como é meu dia a dia, quase todos os dias chego em casa por volta das 23h e quase sempre quando chego, alguém me liga, solicitando minha ajuda ou orientação. Na maioria das vezes termino retornando para o hospital. Além do mais, sou uma pessoa acessível, não desligo meu celular. Ele é ligado 24h, quando não dá para atender a ligação na hora, assim que desocupo, eu retorno”, narrou a diretora.

Oziana confidenciou que se não fosse o gestor municipal o Hospital Florisa Silva não estaria mais funcionando: “Como todos sabem o hospital é municipalizado, mas tem a contrapartida do Governo do Estado, mas não dá, não é o suficiente, até porque está há bastante tempo com os recursos congelados e aumentando a demanda com alimentação, medicamentos e a contratação de novos profissionais.” Ela confidenciou que a sensibilidade e o comprometimento do gestor é que tem mantido o hospital funcionando: “Como já disse, se não fosse o prefeito Neném de Edite o hospital não estaria funcionando, estaria de portas fechadas”.

A gestora explica que o Hospital Florisa Silva é para funcionar com atendimento de urgência e emergência, mas não é isso que vem acontecendo: “Isso tem sido outro grande desafio da nossa gestão. Precisamos  fazer uma campanha de conscientização, informando a população sobre os serviços que é de obrigação do hospital e das Unidades Básicas de Saúde. Mesmo assim, nunca deixamos de atender. Por mais que seja consulta básica, sempre atendemos. Só pedimos a população que tenha paciência e compreensão, pode até demorar, mas todos serão atendidos”, afirmou.  

Oziana explica que seu trabalho não tem se resumido apenas dentro do município: “Tenho acompanhado pacientes até Picos, Floriano e também para Teresina, dependendo da necessidade. Alguém pode até comentar que não tem essa necessidade da diretora do hospital acompanhar os pacientes, mas eu digo que tem necessidade sim. Não todos os casos, mas alguns, se não tiver uma pessoa ativa que agilize o atendimento não consegue. Por isso, sempre que necessário eu acompanho”, explicou.

Atenta e sem fugir da realidade, Oziana falou também de um assunto polêmico que envolve funcionários que trabalham no hospital, mas que são pagos pelo Governo do Estado do Piauí e estão com seus salários atrasados há meses: “Temos conhecimento, claro, mas que não é de responsabilidade municipal, mas sim do governo estadual, que não vem cumprindo com seu dever. Esse atraso não é só com hospital de Jaicós, mas com toda saúde do estado. Infelizmente o governo não faz o repasse e esses funcionários ficam sem receber os seus salários”, e acrescentou “tenho consciência das dificuldades desses funcionários, que estão há  11 meses sem salários e o que podemos fazer é correr atrás, o que estamos fazendo há tempo. Infelizmente o governo promete resolver não resolve”, lamentou.

Na gestão de Oziana à frente do Florisa Silva a melhoria no atendimento avançou significativamente. Reformas e ampliações foram realizadas e novos serviços foram implantados.

O hospital conta com duas ambulâncias e médicos 24h todos os dias semana.

Os funcionários do hospital: zeladores, copeiras, cozinheiras e vigias, receberam fardamento que inclui botas, camisas e luvas.

A entrada do hospital recebeu uma cobertura que abriga as ambulâncias,   pacientes, familiares e demais transeuntes.

O SPA – Serviço de Pronto Atendimento, ganhou uma nova prateleira e foi climatizada.

A cozinha foi toda reformada e climatizada.

O hospital recebeu uma nova pintura, interna e externa.

A Farmácia Básica do Hospital Florisa Silva, sempre abastecida, ganhou um farmacêutico, Dr. Marcos Carvalho, que dá expediente no local.

Através de emenda do deputado estadual Georgiano Neto, orçada em R$ 37. 491, 21: (Trinta e sete mil, quatrocentos e noventa e um reais e vinte sete centavos), via Secretaria Estadual de Saúde, novos equipamentos foram adquiridos para o hospital.

Exames realizados no Hospital Florisa Silva 

Transvaginais – Dr. Luis, com agendamento no hospital.

Raio X

Ultrasson – Nas segundas, terças e quartas, com os médicos Dr. Elias, Dr. Benedito e Dr. Luiz.

Exames laboratórios- Hemograma completo, exclusivo para os internados.

Eletrocardiograma- Todas as segundas e quartas, feito pala técnica Aldenir Barbosa. Os médicos responsáveis são: Dr. Henrique Y. Suzuki e o Dr. Benedito, faz no hospital mesmo. Além dos internados que podem ser beneficiados com esse serviço, também é aberto para toda a população basta levar o encaminhamento do médico.

Realização de Parto Normal, só são levados para Picos os casos complicados.

Médica ginecologista Dr. Tatiana Rocha- O agendamento é todas as segundas no hospital e o atendimento é nas terças. Para fazer o agendamento da consulta são necessários o cartão do SUS, RG e o encaminhamento do médico.

ESCALA DE MÉDICOS PARA O MÊS DE AGOSTO

Mais imagens:

Fonte: Portal Saiba Mais

Compartilhe:
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *