Palmeiras derrota CRB por 1 a 0 em Maceió pela Copa do Brasil

O Palmeiras começou bem a defesa do título da Copa do Brasil. Venceu o CRB por 1 a 0, em Maceió, nesta quinta-feira, com gol de Willian. Mesmo sem jogar um grande futebol e apelando para os chutões nos minutos finais, o time fez o suficiente para ganhar do esforçado time alagoano.

Na próxima quarta, às 19 horas, no Allianz Parque, o Alviverde dependerá de um empate para alcançar as oitavas de final.

Palmeiras e CRB fizeram um primeiro tempo movimentado. O time da casa tentou incomodar com bastante correria e em algumas ocasiões colocou a defesa visitante em apuros.

O Palmeiras tinha dificuldade na criação de jogadas, mesmo assim conseguia chegar com perigo graças à maior categoria de seus jogadores.

O time alagoano teve duas boas chances em cobrança de falta, mas em ambas a batida de Diego Torres desviou na barreira. A resposta do Palmeiras quase foi fatal. Aos 15 minutos, Scarpa cruzou para Willian acertar a trave.

O Palmeiras tinha como melhor caminho para tentar chegar ao gol as jogadas pelas laterais. O time, porém, errava muitos passes e também sofria com a forte marcação do CRB. Assim, a nova chance real de gol demorou a sair.

Só aconteceu aos 38 minutos, quando Maike cruzou da direita e Victor Luis, penetrando por trás da zaga, cabeceou forte, para grande defesa de Diogo Silva.

Nessa altura, o Palmeiras praticamente não saía do ataque. Aos 40, Patrick de Paula marcou, mas a arbitragem deu saída de bola antes do passe de Willian da linha de fundo. Lance controverso, pois aparentemente a bola não saiu totalmente.

Mas no minuto seguinte não teve jeito. Scarpa lançou Rony na área. O atacante dominou e bateu. Diego Silva espalmou e Willian aproveitou o rebote para abrir o placar. A vantagem do Palmeiras poderia até ser sido maior no primeiro tempo, não tivesse Rony perdido uma grande oportunidade aos 43 minutos.

Na etapa final, o CRB tentou ser um pouco mais ousado, mas o Palmeiras estava bem posicionado, levava vantagem na maioria das disputas e continuava bastante perigoso ao atacar.

E se as conclusões dos alagoanos que chegavam ao gol eram defendidas com facilidade por Jailson, do outro lado Diogo Silva teve bastante trabalho para desviar os chutes de Rony e Zé Rafael, que entrou na etapa final do lugar do irregular Scarpa.

O goleiro também teve de se esticar todo aos 44 minutos do segundo tempo para evitar que a cabeçada de Wesley ampliasse a vantagem do Alviverde.

O CRB foi um time valente, tentou de todas as formas o empate, não se acovardou, fez pressão nos minutos finais, mas acabou sucumbindo ao melhor nível do time palmeirense.

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *