PI: promotoria ingressa com ações e representações contra realização de eventos

A promotora Micheline Ramalho Serejo da Silva, representando a 1ª Promotoria de Justiça de Picos, ingressou com ação civil pública (N° 0802303-79.2020.8.18.0032) pedindo a suspensão de evento pelos candidatos a prefeito e vice-prefeito do partido dos trabalhadores (PT) de Bocaina, com fixação de multa no valor de R$ 100 mil por descumprimento. A ação se deu para evitar descumprimento de medidas de prevenção ao novo coronavírus.

Já na ação civil pública de n° 0802305-49.2020.8.18.0032, a promotora Micheline Ramalho Serejo da Silva pediu a suspensão dos eventos em Monsenhor Hipólito: “Comício de encerramento no centro da cidade de Monsenhor Hipólito-PI”, a ser realizado em 12/11/2020 (Coligação “É do povo, é do coração da gente”); “Reunião na residência da Tia Louça”, a ser realizado em 10/11/2020 (Coligação “A vez é de quem trabalha”); Reunião em Libório, residência de José Neto, a ser realizado em 11/11/2020 (Coligação“A vez é de quem trabalha”); Comício no Centro da Cidade – Av. Manoel Bezerra, a ser realizado em 12/11/2020 (Coligação “A vez é de quem trabalha”), com fixação de multa no valor de R$100.000,00 por descumprimento.

Em São Luís do Piauí, a promotora pediu a suspensão dos eventos: “Comício de Encerramento” (PT) e “Comício no Centro da cidade” (PP), ambos a serem realizados na data de hoje, 12/11/2020, na Avenida Leôncio de Barros. (ACP N°0802308-04.2020.8.18.0032)

 

Por Portal Saiba Mais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *