Polícia Civil abre inquérito para investigar morte de cavalo no Piauí

O animal tinha quatro anos e morreu ao ser atingido pelos tiros disparados por uma pessoa que já teria sido identificada e que já está sendo investigada pela polícia

A Polícia Civil abriu procedimento investigativo na terça-feira, 22.02, para apurar a morte de um cavalo conhecido como “Rock”, que foi atingido por três tiros de uma arma de fogo, crime ocorrido na noite de sábado, 19.02, na comunidade Alto do Meio, em Campo Maior.

A investigação está sendo feita por policiais lotados na Delegacia Regional de Campo Maior.  O animal tinha quatro anos e morreu ao ser atingido pelos tiros disparados por uma pessoa que já teria sido identificada e que já está sendo investigada pela polícia.

O inquérito foi aberto após a doméstica Eliane Sousa, parente da proprietária do cavalo conhecida como Maria José, de 83 anos, registar o Boletim de Ocorrência sobre a morte do animal.

Matar animais domésticos é crime previsto no artigo 32 da lei 9.605/98 prevendo punição, ao agente, de detenção de três meses a um ano, além da multa. Além disso, no § 2º do artigo 32 da referida lei, está prevista uma causa de aumento de pena (de 1/6 a 1/3), aplicada quando ocorre a morte do animal doméstico em decorrência de abuso, maus-tratos, ferimento ou mutilação.

Por isso os proprietários do cavalo Rock querem que o criminoso seja identificado e preso para que possa pagar pela crueldade que cometeu.

Por Meio Norte

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *